Vivendo No Amor

“Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus ame também a seu irmão”. (1 João 4.19-21)

Deus projetou o homem para amar como Ele ama. O amor de Deus é eterno.

O pecado destrói a capacidade de amar. O homem que não conhece a Deus é egoísta, e é voltado para si mesmo.

 Quem ama deve ter atitude. Nós fomos atraídos pelo amor de Deus para fazer a diferença.

A presença do amor é espiritual, não é de natureza humana. O amor de natureza humana é falho, porque é um sentimento e depende de seus pensamentos. É um amor toma “lá dá cá”, amor egoísta, quer tudo para si.

Mas não é esse amor que a Palavra (Bíblia) de Deus se refere. A Palavra se refere à essência do amor de Deus:

 “Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”. (1 João 4.8)

Quando nós ativamos o mecanismo do amor de Deus superamos todos os obstáculos. Este amor foi Deus que colocou em nosso coração, e quando acionado nunca falha e nos dá a vitória.

Precisamos deste amor para recomeçar, para perdoar, para ter esperança, para avançar e seguir a carreira que nos foi proposta: Amar.

 Ore: “Senhor Jesus, peço que o Teu amor a cada dia mais se aperfeiçoe no meu coração através de pensamentos, atitudes e ações. E que eu possa viver de modo digno no Senhor frutificando em toda boa obra. Oro no nome de Jesus”.

Texto: Mônica Vicente.