Uma Carta Para Você

Em um julgamento me encontro, vejo todos apontando o dedo para mim, acusando-me de coisas que não fiz, dando falso testemunho, mas enfrento por você.

Rodeado de acusadores e juízes, sou condenado, por nada fazer. Então como ladrão sou visto, como tal sou xingado, cuspido e esbofeteado. Mas cada palavra maldita, cada dor sentida, eu continuo por você.

Até que como salteador sou levado ao tronco para ser castigado, dor e ódio se misturam com cada chibatada que encontra os meus lombos. Sem forças sou arrastado em meio ao público, contemplo todas as pessoas que amei, curei e ajudei. Mas seus olhares se desviam do meu, e rapidamente sou colocado junto com um assassino, para ser julgado por todos.

Meu juiz pergunta para minha surpresa:
– Qual deve ser liberto, o assassino ou a mim,

O povo escolhe o assassino, Então condenado sou por fazer nada de errado.

Dão-me a minha cruz para carregar, até o monte onde serei execrado. E ali me crucificam, como posto de condenação, para que todos vejam minha punição, no meio de dois assassinos.

Com meus olhos vejo a multidão gritar:
– Você salvou a tantos, porque agora não se salva!!!.

Os soldados jogam na sorte para ver quem ficaria com as minhas roupas.

Então olho para cima e vejo a mão de meu Pai tirar de mim Sua graça. E começo sofrer toda a dor, toda a condenação, todo erro, todo pecado sobre mim, então exclamo:
– Pai por que me abandonaste?

Mas voltando para mim, penso:
–  Tenho que conseguir por você.

Novamente exclamo:
– Pai entrego meu espírito e morro. Mas faço isso tudo por você.

Ao terceiro dia retorno ressuscitado. E digo a você agora:

– Fiz tudo isso para que hoje e todos os dias o meu amor esteja sempre com você. Não preciso mais dizer adeus, mas posso sempre trazer conforto, perdão, salvação, alegria e paz, assim o libertando de todas as coisas, sempre.

Não importando como esteja, onde esteja, se preso, se perdido, se magoado, se derrotado, estou sempre com você. Em mim todas as coisas são feitas novas, para aqueles que creem neste meu amor.

Fique com minha paz,

Ps: Agora nunca mais direi a Adeus a você.

Texto Lucas Vicente