Um Coração Simples

“Então, perguntou Zacarias ao anjo: Como saberei isto? Pois eu sou velho, e minha mulher, avançada em dias. […] Então, perguntou Zacarias ao anjo: Como saberei isto? Pois eu sou velho, e minha mulher, avançada em dias”. (Lucas 1.18 e 38).

“Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela”. (Lucas 1.31,32 e 38).

Nestas duas passagens, vemos o exemplo de dois servos de Deus, o sacerdote Zacarias e a jovem Maria.  O sacerdote já avançando de idade, não conseguia ter filho por sua esposa Isabel ser estéril, por isso orava constantemente pela cura de sua esposa e continuação de sua descendência. Era um homem letrado nas leis do Senhor, orava continuamente, e servia no templo no seu período (normalmente não passava de duas semanas por ano, no templo, mais a semana da pascoa).

Então, Zacarias aparentemente tinha já um claro conhecimento de Deus.

Já Maria uma jovem que provavelmente tinha entre 12 a 14 anos, período que as mulheres eram dadas em casamento, normalmente após a primeira menstruação. Momento decisivo que a menina passava para fase adulta, e sua família  já começava a se movimentar para conseguir um casamento. Maria, Deveria conhecer a Deus pelo ensinos dos pais, uma vez que não era permitido as mulheres serem ensinadas na sinagoga.

Então, Maria aparentemente ser nova, e não ser totalmente letrada na lei tinha conhecimento reduzido de Deus.

Contudo quando o anjo aparece aos Dois, Deus só aprova o coração de Maria, pois o coração do velho Zacarias, estava endurecido com as doutrinas, tradições e conceitos, que paralisava Deus numa zona de conforto chamada de natural.

Por isso que, para realizar um milagre em sua vida, Deus teve que deixa-lo mudo, para que suas palavras de incredulidade não intervisse.

Já Maria de pronto agrado, se propôs cumprir o grande propósito de Deus, mesmo sendo uma ameaça a sua vida, pois engravidando pelo Espirito Santo, poderia ser tomada por adúltera, já que esta é ainda noiva de José.  E adultério era condenado a morte nesta época. Mas mesmo assim Maria não temeu, e se resguardou na vontade de Deus.

Portanto, Deus não procura corações complexos, cultos e  inchados pelas doutrinas, mas um coração simples que apenas crê e segue seu propósito.

Este coração simples sempre verá o  milagre, o poder e os prodígios de Deus. Pois não limita a Deus em conceitos e zonas confortáveis.

Como ensina Davi, que Deus está procura de corações quebrantados e contritos (Salmos 51.17), pronto a serem moldados e guiados pelo Senhor.

Ore: “Senhor me ajude a me esvaziar de toda doutrina, tradição e conceitos deste mundo, para ter um coração simples, pré disposto a crer e seguir Sua Vontade, em nome de Jesus, amém”.

Texto: Lucas Vicente.