Tudo Igual?

 “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte”. (Mateus 5.13-14)

Deus nos chamou para sermos diferentes, sermos seus representantes no mundo. Partindo desse pensamento uma pergunta me vem à cabeça: “Será que realmente estamos sendo luz e estamos dando o sabor de Cristo na vida das pessoas?”.

Se a gente não ficar numa boa,
Se ficarmos estressados à toa.
Se não nos importamos com as pessoas.
Tudo vai ser igual.

Se brigar por causa de futebol.
E falar palavrão no farol.
Se não virmos a beleza do sol,
Tudo vai ser igual.

Como a letra desta canção diz claramente, se nós não tivermos atitudes diferentes, ou seja, atitudes de Amor seremos iguais a todos. Por isso lembre-se que as nossas maneiras nos diferenciam dos outros, não para sermos os melhores, mas para que possamos levar a diferença, levar o Amor de Cristo.

Por isso deixemos nossas máscaras e nosso belo discurso de lado, e vamos partir para atitudes que nos diferenciam do todo.

Ore: “Senhor, perdoe-me se andei igual a todos, não levando o Senhor em mim. Ajuda-me a ser diferente, a ser a luz deste mundo e o sal desta terra, não para que eu seja reconhecido mas para que vejam o Senhor em mim, oro em nome de Jesus, Amém”.

Texto: Ana Flávia Thomazinho.