Senhor da Minha Vontade

Vontade. Cada um tem uma. Mas uma coisa é certa, que sua forma e sempre incerta, pois nosso desejo cada hora procura uma coisa diferente, às vezes até quando encontramos o que procuramos, ainda assim não nos sentimos totalmente saciados. Por isso nossos desejos são voláteis como a água. Porque, nosso coração é enganoso, e inclinado para o que é errado (Jr 17.9). O que fazer então? Seguir nossos sentimentos? Basear nossas decisões nelas? Mas mal sabemos o que queremos?

Por isso, Deus do início, nos ensina que devemos controlar nossas paixões e vontades, como na história de Caim:

“Se e bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar”. (Genesis 4.7 – ACF*)

Então, qual é vontade de Deus?

Vontade de Deus, está expressa na vida de Cristo, que é a palavra, ela veio testificar a Restauração do Reino de Deus, na Terra. Restauração, porque ele foi desfeito com a entrada do pecado, e o pecado não trouxe apenas a ideia do prazer e liberdade ao máximo, mas um mundo de caos e desordem. Então Cristo veio trazer luz para os homens, iluminando novamente o caminho que devemos seguir, para nosso bem e o bem de todos.

Este caminho é constituído pela ideia do Reino. E um Reino significa uma cultura, uma identidade, uma forma de pensar própria. Então Jesus veio promover uma nova cultura de vida. Qual tinha por essência, o amor, a misericórdia e fazer o bem. Por isso ensina a pôr fim ao ciclo da morte, iniciado por Adão e Caim, que é aprendendo a perdoar e ser perdoado, que é revidar com o bem e não com o mal, que é fazer o justo e o correto, mesmo que você seja o único.

Sendo assim nossa vontade não é governada pelo que sentimos, todavia pelo que acreditamos, por que Deus indica o melhor caminho. Desta forma não precisamos sentir desejo de perdoar, amar e fazer o bem, pois esta forma de cultura está além dos sentidos, além do nosso querer. Já que está alocado no crer, Crer que podemos ser melhores do que os nossos sentidos, Crer que ainda há esperança neste mundo; Crer que o amor “Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (I Cor. 13.7 – ACF*).

Assim a vontade de Deus se torna o nosso bem mais precioso, pois com ela acendemos a luz nas trevas, com ela aproximamos de Deus, com ela reerguemos a nós e a outros, e portanto, pomos fim todo e qualquer ciclo de ódio e rancor, com o amor e misericórdia de Deus conosco.

Texto: Lucas Vicente.

*Tradução: Almeida Revista Atualizada