Rememorizar

Turbilhão de águas desabam sobre os nossos ombros com uma realidade nua e crua, dolorida, que buscamos como todo nosso intimo fugir. Mas não percebemos, que nossos passos, não saem do lugar, e a mesma dor de ontem, retorna mais forte com a aurora da manhã.

Então o que fazer para fugir deste horizonte, destas muitas vozes que encobre a nossa mente, esmagando nosso interior, fazendo nossa alma como pequenos cacos, despedaçada.

Lembrar das verdadeiras palavras que recordam de onde vem nossa esperança, nossa força, nossa luz, como diz o apostolo Paulo, indicando qual era a verdadeira riqueza revelado no tempo a todos povos:

“a quem Deus, entre os que não são judeus, aprouve dar a conhecer as riquezas da glória deste mistério, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória!” (Colossenses 1. 27 – KJA*). 

Pois a chuva vem para justos e injustos, a diferença é que todos os momentos, não estaremos sós, ainda que profundamente doloridos, como Salmista nos relata:

“Restaura-me o vigor e conduz-me nos caminhos da justiça por amor do seu Nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem”. (Salmos 23. 3-4 – KJA*). 

Já que mesmo andando no vale da sombra morte, seu espirito estará nos conduzido para vida, basta ouvirmos suas palavras e movermos nelas. Pois estas, como o Apóstolo Pedro nos ensina é que tem a esperança de vida eterna (João 6.68). Ou seja, somente elas duram pare além do diálogo do tempo e espaço.

Portanto, “rememorize” não a realidade em seus olhos, mas as palavras do Senhor, que podem refazer sua realidade.

Texto: Lucas Vicente.

Tradução: KJA – King James atualizada.