Para Que?

“Para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos outorgou gratuitamente no Amado”. (Efésios 1.6)

Tudo o que Deus criou destinou para um propósito.

A terra, o dia, à noite, o céu, as estrelas, os mares, os animais e as plantas. Tudo Deus criou e havendo terminado toda obra da criação descansou de toda obra que fizera.

“Criou Deus o homem a sua imagem e semelhança o criou, homem e mulher o criaram”. (Gênesis 1.27).

O mundo foi criado para o homem e lhe foi destinado uma tarefa de ser fecundo, multiplicar e encher a terra; ter domínio sobre toda a terra.

O homem hoje é dominado pelo sistema do mundo, poder, dinheiro, vícios, incredulidade, ganância e tantas coisas mais. O lugar que ocupou não é o que Deus estabeleceu.

Mas dentro de nós há uma natureza divina que age. Para que?

Para um lugar preparado lá no início por Deus a fim de sermos o louvor, a obra-prima de sua criação. Neste lugar o homem seria apenas o que foi criado para ser e encontraria a tranqüilidade desejada.

Aquele que não conhece este lugar não encontrou a alegria da salvação e não conheceu Jesus Cristo, o caminho verdadeiro para a vida, em que podemos ser o que fomos criados para ser.

A presença de Deus é o lugar onde encontramos o real propósito da nossa existência.

A Ele a Glória ao Senhor Todo- Poderoso, Maravilhoso, Príncipe da Paz, Reis dos Reis e Senhor dos Senhores a Ele a Glória para sempre Amém.

Texto: Mônica Vicente.