O Pão De Cada Dia

“O Senhor é o meu pastor e nada me faltará”.(Salmos 23.1)

A cada dia um problema, uma tribulação, uma dor, o mundo se desfaz como areia, desmoronando ao nosso redor, nossos olhos perplexos conduzem a nossa mente ao duelo entre a e a realidade dos sentidos.

Mas ao retomarmos a imagem do Pastor da passagem bíblica acima, entendemos que Ele conduz as ovelhas assim como nossa vida. Contudo muitas vezes os sentidos nos entorpecem nos levando a mudarmos de direção e há deixarmos o nosso querido Pastor, para encabeçarmos a direção e o pastorado.

Então nada faltará em nossa vida, quando Ele é o Pastor de nossas almas, mas preferimos assumir a capitânia (comando) de nossa alma e navegarmos em meio a nossa vaidade e orgulho. Ele não é pastor, pois achamos que Ele não é suficiente, – achamos que:

– Não, desta vez Ele não vai agir, Ele está indo na direção errada ou não é desta forma e ainda não tem como agir agora.

Por isso a imagem do “pão nosso de cada dia” da oração de Cristo, reforça tão bem a ideia de Pastor do salmo de Davi. Pois a cada dia Ele nos supre, a cada instante Ele é suficiente e capaz. Por isso não temos que nos afligir e nem nos perder em nossos próprios meios.

Portanto não se leve pelos sentidos, não se deixe ser vencido neste embate, mas acorde e renove sua mente na certeza que Ele foi, Ele é e sempre será suficiente em sua vida.

Texto: Lucas Vicente.