O Que É Ser Discípulo?

“Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo”.  (Lucas 14.26 – NVI).

A primeira ideia para ser discípulo é que você deve ter Cristo como kyros ou  Senhor, da nossa vida.

Já os Principais termos em grego de discípulo no Novo Testamento são:  vb. manthano ( aprender) ocorre apenas 25 vezes no NT, e apenas 6 vezes nos Evangelhos, e o   subs. mathetes(aprendiz) que ocorre 264, além de outros como: summathetes, adelphon e Akoloutheo em menor número e caso especifico.

Assim percebemos quatro instâncias conceituais de ser discípulo de Cristo:

1. Mathetes, significa literalmente, “aprendiz”, que é derivado do verbo numthano, que é aprender”.  Então ser discípulo é primeiro aprender uma nova visão de mundo, segundo os princípios qual Cristo instrui, como mostra no Sermão Montanha (Mt. 5-7) que faz uma dicotomia (relação entre duas coisas) entre  as tradições sociais e religiosas e o verdadeiro conceito da palavra de Deus. Esta instância é bem clara na passagem Paulina abaixo:

“Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade”. (Efésios 4:22-24 – NVI)

2. Um “discípulo” não era somente um aluno, mas um partidário: por conseguinte, falava-se que eles eram imitadores do mestre, como tal temos que ter as mesmas práticas e fé, que são induzidas pelo conhecimento da palavra, como observamos na passagem abaixo:

“Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos”. (João 8.31 – NVI)

3. summathetes quer dizer “companheiro discípulo” (Jo 11.16), além de  alguns manuscritos tem o termo adelphon. “irmãos” em vez de “discípulos”: em (At 20.7). Que nos conduz a ideia de família, sendo assim a igreja é o espaço de discípulos e mais do que isso de irmãos é este espaço familiar que permite as pessoas saírem do espaço da indiferença para adentrar ao espaço do amor e da importância, qual os leva a conhecer a essência de Deus. (Marcos 3.33 e 3.35 e Efésios 2.19)

4. Akoloutheo que significa literalmente seguir atrás dele e renunciar seus valores e vontades para transportar o Reino de Deus. Por isso estamos prontos para renunciar a nossa individualidade e assim ajudar, visitar, ligar, ouvir, amar, entender, perdoar e servir as vidas.

Para então transportarmos estas práticas ao mundo social que vivemos, seja com nossas obras, princípios e práticas como é apontado em Mateus 5.16. E pelo discipulado ensinado a palavra de Deus para as pessoas, como esta em Mateus 28.18-20. Pois somente assim poderemos ver a nossa realidade de uma forma melhor, não com igrejas apenas, mas com princípios e valores do Reino que cada um de nós precisamos ter para resplandecermos a luz de Cristo.

Texto: Lucas Vicente.

*NVI – Nova Versão Internacional.