TÚNEL DO TEMPO – O Que É Mistura?

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”.(Mateus 28.19-20, NVI).

Deus nos enviou para ir e fazer discípulos, de todo o mundo, de todo o jeito e em todos os lugares, Deus não nos deu fronteiras e nem espaços para pregarmos a Sua palavra ou para ir e ser a diferença. Apenas precisamos nos lembrar de que somos Luz e Sal, e que não podemos ser ou nos tornarmos como o mundo, digo mundo me referindo aos pecados que estão no mundo, pois como diz a palavra (Bíblia):

“Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno”. (1 João 5.19, NVI).

Todos no mundo são amados de Deus, pois Ele criou cada um de nós. O que nos diferencia do mundo é que aceitamos Jesus como o nosso salvador e escolhemos obedecer a palavra Dele, apenas isso. Não como muitas vezes pensamos ou somos levados a pensar que somos muito santos, puros e melhores do que os que estão no mundo. Porque temos a Deus. Portanto somos iguais a todos porque todos nós precisamos da graça de Deus. A única diferença é que aceitamos a graça e outros ainda não receberam, não ouviram ou não compreenderam.

Nós que somos cristãos precisamos levar a diferença ao mundo, em todo o lugar e não apenas em nossas igrejas. Em todos os espaços, em nossa casaescola trabalho e com os nossos amigos, ou seja, em todos os lugares.

Como essa musica diz, devemos vigiar na mistura, não na mistura com as pessoas que não tem a mesma crença que nós. Não, mais na mistura do pecado. Devemos ser vigilantes com o pecado, pois todos os dias sofremos tentações. Precisamos vigiar para não sermos um sal sem gosto e uma luz que se apaga facilmente.

Enfim, se você tem como objetivo levar a salvação a todos. Precisa ir e Deus estará com você, sempre vigiando e orando. Para que você esteja influenciando o mundo com a salvação e não permitir que o mundo te influencie com o pecado.

Texto: Ana Flávia Thomazinho.

*NVI – Nova Versão Internacional