O Amor É Guerra

“Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”. (Efésios 6.12, ACF).

Sim o amor é guerra, se verdadeiramente amamos a Deus devemos fazer guerra.

Guerra contra o pecado, contra os desejos da carne e contra tudo aquilo que vem para nos tirar da presença Deus.

Quando Jesus veio a terra, Ele orava, jejuava, vigiava e guerreava, pois estava em forma de homem, sentiu as dores e injustiças dos homens, mas por amor a nós pagou o preço, fez guerra para cumprir a vontade de Deus.

“E retirou-se outra vez para orar: “Meu Pai, se não for possível afastar de mim este cálice sem que eu o beba, faça-se a tua vontade”. (Mateus 26.42, NVI).

Ele disse faça-se a Tua vontade, foi obediente por amor a nós.

E nós como imagem e semelhança de Deus, devemos fazer o mesmo, devemos fazer guerra, contra tudo aquilo que não é da vontade de Deus, guerrear contra toda injustiça, não podemos simplesmente aceitar e nos amoldar as práticas do mundo.

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12.2, NVI).

Seja um soldado de Cristo e lute o bom combate, para que possa ouvir do Senhor que fostes um servo bom e fiel.

Ore: “Pai, eu não quero mais ceder as vontades da minha própria carne, quero ter domínio próprio, lutar contra tudo aquilo que não vem de Ti, capacita-me Senhor para que todos os dias eu seja fortalecido pelo poder do teu Espirito Santo, em nome de Jesus Cristo, Amém.

                                                                                                        Texto: Maxwell Heber.

*ACF – Almeida Corrigida e Revisada Fiel.

*NVI – Nova Versão Internacional.