Não Podemos Deixar Acabar Assim

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. (II Crônicas 7.14)

O horizonte apresenta uma nova coloração, cores de protestos, passeatas e movimentos. Mas a cada dia, cada grito e caminhadas elas se perdem e ficam sem direção, serão mais uma distração?

Não podemos deixar acabar este desejo de mudança em nosso País, não podemos ficar de lado como igreja e ver a continuidade deste País em degradação por causa da corrupção.

Deus nos fez como: “E para o nosso Deus nos fizeste reis e sacerdotes”, por isso nos entregou a chave do Reino dos Céus para tudo que nós concordássemos na Terra ele ligaria no Céu. Sendo assim cabe a nos a mudança total do que vemos.

Contudo estamos muito ocupados em nossas campanhas, na construção de novos templos, em nossos eventos que perdemos nosso propósito como igreja.

Esquecemo-nos da antiga promessa em II Crônicas 7.14, relatada acima na passagem bíblica.  Ela inicia dizendo se meu povo. Quem hoje representa o povo de Deus? A igreja, então se ela, se humilhar, deixar seu mau caminho, do egocentrismo, e se converter e orar então Deus ouviria do céu e sararia nossa Terra.

Entendeu sararia, de toda corrupção, desigualdade, violência…

Este poder e esta capacidade de mudar cabe à igreja. Por isso não podemos deixar acabar assim, como uma brisa, mas precisamos despertar e orar, clamar para mudança e pela transformação de nosso país.

Se levante todos os dias ore por este propósito e convide muitos para apoia-lo.

Texto: Lucas Vicente.