Missão, Uma Escolha

E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.” Marcos 16. 15. NVI.

 

Hudson Taylor nasceu em Barnsley. Inglaterra, em 1832. Os seus bisavós, James e Elizabeth, se converteram ao cristianismo, participantes do metodismo, influenciados por pregações do pastor John Wesley. Eles oraram pelos seus descendentes. Os pais de Hudson, James e Amélia, deram continuidade a sua fé, e continuaram orando pelos seus descendentes. Com 5 anos de idade Hudson, de tanto participar com seus pais sobre pregar o evangelho no estrangeiro, que declarou aos seus pais, que seria um missionário na China.

 

Contudo, em sua adolescência se distanciou das crenças cristãs de seus pais. Mas aos 17 anos, converteu-se ao Senhor Jesus, após ler panfleto evangelístico, e lembrou-se de sua vontade quando ainda criança, e decidiu ser um missionário na China. Aprendeu o Mandarim, Grego, Hebraico e Latim, e também estudou medicina.

 

Portanto, agora estava preparado para ir para a China. E aos 21 anos de idade, embarcou no navio de nome Dumfries. Mas a viagem que era para ser realizada em 40 dias, durou cerca de 6 meses. Chegou em Xangai, capital chinesa, em 1 de março de 1854, em meio a uma guerra civil. Decidiu fazer sua missão aos arredores de Xangai, em suas aldeias, no interior da China.Taylor, distribui, Kits médicos e suas habilidades médicas, Bíblias, livros e folhetos evangelísticos, mas era mal recebido pela população, que desconfiava de todo estrangeiro. Foi então, que usou de uma estratégia de se vestir ao costume chines e também aderiu ao corte de cabelo com um rabo-de-cavalo. Desta maneira conseguiu ser recebido pelas comunidades chinesas, e ser prestativo e poder pregar o Evangelho.

 

Hudson, em 1858, se casou com Maria Dyer, uma dedicada missionária. Os Taylor, adotaram uma criança, e tiveram duas crianças, e uma delas veio a falecer. Em 1860, Hudson, em decorrência de um acidente, voltou com a sua família para a Inglaterra, para tratamento médico.Enquanto, permaneceram na Inglaterra, o casal Taylor, tiveram mais 3 crianças, uma delas nasceu morta. Pelo seu ministério, deu continuidade a tradução do Novo Testamento, em um dialeto Ningbo e outros artigos e livros, para influenciar as pessoas em relação a missões na China. Seu livro “China’s Spiritual Need and Claims”, atraiu a atenção de vários voluntários para o campo missionário. Ele fundou a Missão Para o Interior da China, uma missão interdenominacional.

 

Taylor, em 1866, já curado, voltou com sua família e uma comitiva de 24 missionários para a China. A intenção era hastear a bandeira de Cristo, em 11 províncias ainda não ocupadas da China. Essa viagem foi marcada por grandes percalços marítimos, mas Hudson e seus novos missionários, ajudaram aos trabalhos dos marinheiros, conseguindo transpor mais esse desafio. Entretanto a vida dos missionários não é nada fácil, mas o conforto e a paz do Senhor Jesus os sustentam. Nos 2 anos seguintes de sua chegada a China, a esposa de Hudson e 2 de seus filhos faleceram de cólera. Satanás, não estava nada contente com o salvar de vidas a Cristo, e a invasão do seu território, no interior da China, pelos missionários, sem incitar os habitantes a uma grande perseguição. Se casou novamente, com Miss Faulding, fiel e provada missionária na China, que o ajudou em seu ministério como um baluarte de fé.

 

Concluindo, o legado de Hudson Taylor, que faleceu em 1905 na China.  Em 51 anos de Missão na China, os quais não desistiu do seu chamado missionário. Instalou 20 estações missionárias no interior da China. Inspirou e trouxe cerca de mil missionários estrangeiros e treinou 700 missionários chineses. Arrecadou, por suas viagens de pregação sobre Missões para a China, na Europa, na América e na Austrália, cerca de 4 milhões de dólares, sem pedido formal, somente pela fé. E converteu ao cristianismo, nesse período, direta e indiretamente, por volta de 125 mil chineses. Tudo isso realizado pela fé e por amor a aqueles que não conhecem o Senhor Jesus.

 

Oração: Pai Amado, Pai Querido, te agradeço e peço pela vida dos missionários, em todo o mundo. Em o nome de Jesus.

 

Vídeo e texto Greg Vicente.
Resumo baseado no livro Heróis da Fé, de Orlando Boyer, páginas 165 a 186; Editora CPDA.
*Gregório Vicente é pastor, escritor, administrador de empresas, teólogo. Casado há 39 anos, dois filhos casados e duas netas.