Lentes Distorcidas

“Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!”. (Mateus 6.23).

Sombras e cinzas seguem meus passos, cercados de falatórios, acusações e mentiras. Aonde posso me esconder se até meu espelho aponta os meus erros? Meus olhos prescrevem os tons da minha realidade distorcida.

Pois vivemos o que vemos, mas isso não é um pleonasmo, já que realidade é compreendida pela nossa mente e ela indica os tons e distorção do que vemos. Ela é pincel que descreve o perfil social que vivemos.

Muitas vezes pinta espaços de trabalho sufocante, aonde não dá mais para trabalhar, ou famílias desajustadas aprisionadas no espaço comum da casa ou então uma igreja cheia de pecadores, religiosos e hipócritas.

Por isso que Jesus ensina que se nossos olhos forem maus todo nosso interior será mal, consequentemente observaremos mal em tudo, desconfiamos de todos e nada parecerá realmente bom e verdadeiro.

Não que a dimensão do mundo seja flores e a maldade está em nosso olhar, mas muitas vezes exageramos as situações e nos conduzimos a situações desesperadoras e sem freio ou solução. Pois distorcemos a situação e criamos factoides.

Cristo nos ensina que devemos sempre fazer o bem e esperar nEle, pois ele é nossa justiça, procurando orar e colocar poder de nossas situações nEle e não nas pessoas, caminhando pela fé na palavra de Deus,

que faz um deserto se transformar em manancial de águas vivas.

Então temos que despertar para Cristo e mudar o foco e lente que colamos, pois nosso reino não segue a lógica deste mundo, mas de Cristo. Uma vez que reclamar, desesperar e falar mal não irá mudar sua dimensão de vida. Portando abra os olhos para realidade.

Ore: “Senhor me ajude a ver realmente como Tu vê minha vida, para que eu não viva mais preso em meus conceitos, mas segundo aos Teus para assim promover, amor, paz e justiça. Em nome de Jesus Amém”.

 Texto: Lucas Vicente.