Experiência Da Graça

Graça algo tão presente nos discursos diários de uma igreja, mas será que podemos realmente compreender o ato de um favor imerecido?

A experiência da graça é compreendida quando entendemos que sem o favor de Deus em nossa vida nada podemos. Por isso o salmista diz que o verdadeiro sacrifício é de um coração quebrantando, ou seja, de quem está disposto a se arrepender e mudar para viver a vontade de Deus.

É também é o ato de fazer bem sem esperar algo em troca, é fazer por amor. Diferente de nossos relacionamentos que são baseados na reciprocidade. Por isso Paulo ensina que o amor tudo sofrê, tudo crê, tudo espera e tudo suporta.

Então porque muitas vezes nos sentimos sufocados, perdidos, sem forças e prontos a desistir? Ou até desistimos e estamos vagando dia-a-dia esperando um fim? Ou apenas fugindo e fugindo de tudo e todos?

Pois ainda achamos que o amor do Senhor é merecido, quando na verdade Ele nos da sempre gratuitamente, a cada instante, a cada momento e a cada segundo. O problema é que não aceitamos, não nos perdoamos, odiamos nossa imagem de tal forma, que não queremos mais vivê-la, por isso fugimos.

Esquecemos que a graça é como a passagem de Jó:

“Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó, ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta”. (Jó 14.7-9)

Portanto em Sua graça tudo se faz novo, para aquele que crê no poder de Deus, qual é maior que nossas fraquezas e incapacidades. Como Deus ensinou a Paulo:

Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.  Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte. (II Cor. 12.9-10).

Ore: “Senhor lhe agradeço pelo seu favor, que me trouxe a vida e faz minhas fraquezas forças para suportar todas as dores do dia, em nome de Jesus, amém”.

Texto: Lucas Vicente.