Estudo Mulheres da Bíblia: Eva Desobediente

“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela”. (Gênesis 3. 6 – ACF*)

Adão recebeu de Deus a tarefa de supervisionar toda criação, mas Deus percebeu que não era bom o homem ficar só, então de sua costela criou a mulher e a apresentou como esposa. A tarefa da mulher era ser auxiliadora idônea de seu marido.

Mas a serpente, mais sagaz do que todos os animais (Gênesis 3.1) começou um diálogo com Eva para quebrar sua pureza e inocência. Eva escolheu acreditar na mentira de satanás:

“Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal”. (Gênesis 3:4-5 – ACF*)

Eva era livre para colocar sua vontade acima da de Deus e o fez e quando ofereceu do fruto ao marido, ele também desobedeceu. Adão comeu do fruto consciente de sua desobediência. Eva foi enganada pela serpente.

Adão e Eva viviam no paraíso um lugar criado por Deus onde não havia falta de nada, um lugar perfeito para viver, criar filhos, formar uma família abençoada.

Mas Eva mesmo tendo sido criada à imagem de Deus exerceu a sua vontade ao desobedecer e desafiar a autoridade de Deus. Sua tentação transformou-se num forte desejo de obter aquele “fruto proibido’ que  geraria a morte, a separação de seu Criador.

Quantos “frutos proibidos” são criados pela voz da serpente? Assim como a falta de perdão, insubmissão, murmuração, traição, fofoca, raiva, amargura entre tantos outros que corrompem a natureza de Deus.

Não nos deixemos enganar por esta voz que tenazmente nos assedia.

“O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo”.(2 Coríntios 11:3 – NVI**)

Quem tem ouvido para ouvir, ouça:

Venha a nós o teu Reino

Seja feita a Tua vontade.

Aqui na terra como no céu.

Texto: Mônica Vicente

*Tradução: Almeida Corrigida e Revisada Fiel

**Tradução: Nova Versão Internacional