Estudo Mulheres da Bíblia: A Mulher da Dracma Perdida


“Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?”. (Lucas 15.8 – ARA).

O que você tem perdido em sua vida?

Esta mulher perdeu o equivalente a um dia de salário. Essas moedas eram usadas como enfeites na cabeça, representavam as economias das noivas e talvez parte de seu dote. Por isso a sua preocupação e diligência em procurar foi tão grande.

 Essa mulher era uma trabalhadora agrícola que mora numa casa típica de aldeia onde há apenas uma porta de entrada e poucas janelas; tanto que ela precisa acender uma candeia e varrer todos os cantos da casa para encontrá-la.

 Muitas vezes nós mulheres estamos perdendo dentro da nossa casa o amor, a mansidão, a alegria, o diálogo fatos que estruturam a família. Talvez perdemos nosso primeiro amor em Jesus, talvez perdemos a esperança, talvez perdemos a certeza do cumprimento das promessas de Deus, talvez perdemos a certeza da salvação.

 Precisamos acender nossa candeia que é a palavra de Deus:

  “Lâmpada para os meus pés são é a tua palavra e luz para os meus caminhos”. (Salmos 119.105 – ARA).

PRECISAMOS como esta mulher prestar atenção, procurar diligentemente o que deixamos a beira do caminho…

Quando encontramos em Jesus nossa suficiência, a alegria da restauração vem de imediato e corremos para contar as grandes coisas que Ele faz por nós.

 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido. Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende”. (Lucas 15.9,10 – ARA).

“Porque onde está o vosso tesouro, ai estará também o vosso coração”. (Lucas 12.34 – ARA ).

Texto: Monica Vicente

 *ARA – Almeida Revista Atualizada.