Domando A Língua

“Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa. Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno. Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana; Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal”. (Tiago 3.4-8)

 Tiago diz nesta passagem que nenhum homem pode domar a língua sozinho.

No versículo 8 Tiago, diz que a língua é incontida – ou seja, é selvagem e incontrolável, assim como o apetite. Por isso precisamos da ajuda do Espírito Santo para controlarmos nossa língua.

Porém Deus não fará tudo por nós. Devemos também aprender a disciplinar nossa boca e nos responsabilizarmos pelo que sai dela.

Por isso, devemos observar quais são as palavras temos proferidos, será que são reflexo do que cremos ou do queremos ser?

 Filho desobediente? Marido problemático?

Se você não está satisfeito com sua vida e quer mudá-la, toda mudança começa com suas palavras, que poderão mudar seu futuro.

 Quais palavras?

As que jorram da palavra de Deus, pois elas são o caminho, a verdade e a vida.

Sem Deus não há mudança de nada, mas em concordância com Ele todas as coisas são possíveis. Quando estão consoantes ao seu coração de fé, pois que crê: 

“… o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência coisas que não existem como se existissem”.

Comece hoje, enquanto se dirige ao trabalho, limpando a casa ou em sua rotina diária a pronunciar palavras cheias de fé.

Ore: “Senhor Jesus, eu declaro que tudo posso no Senhor que me fortalece. Que tudo coopera para o meu bem. Mil caem ao meu lado, dez mil a minha direita, mas eu não serei atingido. Na força do seu poder eu me fortaleço e avanço. E da minha boca só saem palavras de graça e edificação aos que me ouvem. Oro no nome de Jesus”.

Texto: Mônica Vicente.