Discurso, Parábolas e Instruções – Sermão das Oliveiras – 18ª Parte: Mateus 24. 23 – 44

Como já é sabido estamos propondo um estudo bíblico do Novo Testamento para aprendermos mais juntos da Bíblia. Para isso estaremos separando alguns textos e induzindo algumas perguntas e conceitos para entendermos melhor o Novo Testamento. 

O décimo-sexto estudo é sobre o Novo Testamento, com o enfoque em Jesus, no qual nos proporemos a evidenciar os seus discursos de: ensino, parábola e instrução. Agora estaremos estudando o sexto grande discurso de Jesus, o Sermão das Oliveiras. 
Terceira parte do estudo Sermão das Oliveiras, que o é texto de Mateus 24.23-44. Para ler clique ao lado: (http://migre.me/jaS80). 

Perguntas intuitivas: 
1. Como Vs. 27-28 representam dois aspectos do fim dos tempos? Relacione com conceito 1, complemento 2 e a passagem II Ts. 1.6-10(Leia abaixo). 
2. Baseado no complemento 1 e Vs. 29-31 descreve qual evento é relatado? Qual diferença com a descrição de Lc. 21.25-28 (Leia abaixo)? 
3. Como os Vs.36 – 44, apontam uma característica determinante na vinda do filho do homem? Qual lição prática nos deixa, Relacione com conceito 2 e as passagens Mt. 26.41; João 8.51 (Leia a abaixo); 

Conceitos: 
1. Filho do Homem: “Filho do Homem” e o título que Cristo usou para aludira Si mesmo: Jo. 12.34 não e exceção, pois a citação feita pela multidão era advinda da declaração 
que Ele fazia. O título e especialmente encontrado nos Evangelhos Sinóticos. Enquanto e titulo messiânico, e evidente que o Senhor o aplicou a Si mesmo de modo distintivo, porque indica mais que messiado. Até supremacia universal por parte daquele que e Homem. Portanto, põe em relevo Sua humanidade, humanidade de ordem única em comparação com todos os outros homens, pois e declarado que Ele e do céu. Ele não é apenas e homem, mas e “o Filho do Homem”, não pela geração humana, mas, de acordo com o uso semítico da expressão, participando das características (exceto o pecado) da humanidade que pertence a categoria do gênero humano. Ele e a mesma Pessoa como nos dias da Sua carne, ainda persistindo Sua humanidade com Sua deidade. O termo “semelhante a” serve para distingui-lo como visto lá na Sua gloria c majestade em contraste com os dias da Sua humilhação. 
2. Vigiar: É usado acerca de: manter-se acordado e de guarda a noite, daí a ideia de vigilância espiritual. 

Complementos: 
1. Os fenômenos cósmicos acompanharão a volta triunfal de Jesus (Mc.8:31; Ap. 1.7). O brilho, como de um relâmpago, que o mundo inteiro verá é a Shekinah: a glória do Senhor (Is. 13.10; 24.21-23;34.2; Ez. 32. 7-8; Jl 2. 10,31; 3.15; Am. 8.9; II Ts. 1.6-10; Ap. 19.11-16). 

2. A segunda definitiva de Jesus Cristo será evento portentoso. Segundos, a glória e o brilho de sua presença varrerão o Planeta, e os salvos (sua Igreja) serão arrebatados, sumindo instantaneamente de toda Terra. (Mt 27.31;I Co. 15. 12; I Ts. 4.16, 17). Jesus cita um antigo provérbio para explicar seu gloriosos retorno será tão certo quanto o esvoaçar dos urubus (abutres) sobre um cadáver. Ou seja, o mundo está moribundo e os urubus já sobreviviam aqueles que morreram e lhe serviram de banquete (Lc. 17.37). 

Passagens Bíblicas: 
“É justo da parte de Deus retribuir com tribulação aos que lhes causam tribulação, 
e dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá do céu, com os seus anjos poderosos, em meio a chamas flamejantes. Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder. Isso acontecerá no dia em que ele vier para ser glorificado em seus santos e admirado em todos os que creram, inclusive vocês que creram em nosso testemunho”. (II Tessalonicenses 1.6-10 – NVI*). 
“Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações se verão em angústia e perplexidade com o bramido e a agitação do mar. Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo; e os poderes celestes serão abalados. Então se verá o Filho do homem vindo numa nuvem com poder e grande glória. 
Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês”. (Lucas 21.25-28 – NVI*). 
“Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca”. (Mateus 26:41 – NVI*). 
“Asseguro-lhes que, se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. (João 8:51 – NVI*) 

Baseados nos livros: 
NOVO TESTAMENTO. Ed. Estudo. Tradução e revisão comitê internacional e permanente de tradução e revisão da Bíblia King James Atualizada. São Paulo; Abba Press, 2007. p. 1813 (Notas de rodapé 9-10). 
W. F. Vine, Marrel F. Unger e William White Jr. Dicionário do Antigo e Novo Testamento. Rio de Janeiro; CPAD, 2002. p. 659 e 1059. 

*NVI – Nova Versão Internacional. 

Texto: Lucas Vicente.