Dia 96: A parábola da rede | TODAS AS PALAVRAS DE JESUS

“O Reino dos céus é ainda como uma rede que é lançada ao mar e apanha toda sorte de peixes.  Quando está cheia, os pescadores a puxam para a praia. Então se assentam e juntam os peixes bons em cestos, mas jogam fora os ruins.  Assim acontecerá no fim desta era. Os anjos virão, separarão os perversos dos justos e lançarão aqueles na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes”.
Mateus 13.47-50 (NVI)

 

 

A penúltima ilustração da coletânea de parábolas do capítulo 13 do Evangelho segundo Mateus é conhecida como a ‘parábola da rede’. Jesus estando ensinando sobre os mistérios do Reino dos céus, termina com mais uma ilustração associada ao Reino de Deus.

Essa parábola é bem parecida com a parábola do joio e do trigo (Mateus 13.24-30; 36-43). E como boa parte dos apóstolos eram pescadores, essa ilustração eles não poderiam deixar de compreender.

Jesus compara o Reino de Deus com a rede que um pescador, que ao ser lançada, como assim o era no mar da Galileia (lago de Genesaré), ou como lançada por qualquer pescador, pode pegar qualquer tipo de peixes, e principalmente nos dias de hoje, muita sujeira, poluição.

Depois de puxar a rede, quando essa estiver cheias, os pecadores, levam a rede para praia, para a margem do lago, rio ou mar, para então fazer a separação dos peixes bons e dos ruins. Os bons são colocados nos cestos, e os ruins jogados fora, e assim por estarem fora d’água morrem.

Jesus é bem claro que assim será no fim dos tempos, no fim do mundo, quando anjos de Deus irão “fisgar”, “pescar” toda a humanidade, e separar os que são bons dos que são maus.

Os maus serão jogados no lago de enxofre com o diabo e os demônios, onde o verme nunca morre, e o fogo nunca se apaga, onde há choro e ranger de dentes.

No entanto, nessa parábola não há menção de onde os justos serão colados, mas já se presume pelas parábolas anteriores e pelo próprio contexto que foram guardados para o Reino de Deus.

Vale a pena fazer o bem? O mal realmente compensa? Afinal, não somos de certa forma todos maus, e apenas com a fé em Jesus em arrependimento, podemos ser salvos!

 

Oração: Pai, cria em mim um coração arrependido e contrito, que tem o temor do SENHOR para que me preserve como bom, pela fé em Jesus em arrependimento para que possa ser salvo e desfrutar da integridade do Seu Reino na Terra. Em nome de Jesus. Amém!

Texto e vídeo: Thiago Vicente.*

*Thiago Vicente (Instagram: @thigvi) é o idealizador e fundador do MENSAGEM DIÁRIA, Pastor, Reverendo, Teólogo, Escritor, Professor de Educação Física, Personal Trainer, Especialista em Fisiologia do Exercício, Mestre com “aprovação com louvor” na área de Bíblia, Doutorando na mesma área, plantador de igrejas, casado há 12 anos e tem duas filhas.

Compre o livro do Thiago Vicente na AMAZON: “A oração do Pai nosso e do Salmo 23 para crianças”: e apoie o nosso canal: https://www.amazon.com.br/dp/6500204875.