Dia 75: Por quê, Jesus é SENHOR do Sábado?

3Vocês não leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam com fome? Ele entrou na casa de Deus e, junto com os seus companheiros, comeu os pães da Presença, o que não lhes era permitido fazer, mas apenas aos sacerdotes. Ou vocês não leram na Lei que, no sábado, os sacerdotes no templo profanam esse dia e, contudo, ficam sem culpa? Eu lhes digo que aqui está o que é maior do que o templo. Se vocês soubessem o que significam estas palavras: ‘Desejo misericórdia, não sacrifícios’, não teriam condenado inocentes.Pois o Filho do homem é Senhor do sábado”. [1]

 

Creio que o maior opositor da fé verdadeiro em Jesus Cristo seja a religião. A religião é a tentativa humana de ligar-se com Deus por méritos próprios, através de rituais, sacrifícios e regras humanas (doutrinas de homens).

Os maiores opositores de Jesus no seu ministério terrestre não foram os romanos, mas as pessoas mais religiosas de todas, os próprios judeus da época mais religiosos: saduceus, fariseus e escribas (mestres da lei).

 

Dessa forma, quando Jesus fazia o bem no sábado (que era e ainda é um dia de descanso e sagrado para os judeus) criticavam Ele porque curava uma pessoa doente. Então, Jesus tentando quebrar as fortalezas intelectuais e sofismas religiosos na cabeça desses judeus, usou da própria Escritura do Antigo Testamento, mostrando que o ser humano e a vida humana são mais importantes que regras de rituais, sacrifícios e regras humanas (doutrinas de homens).

O homem não foi criado para o sábado, mas o sábado para que o homem pudesse descansar. Dessa forma, Jesus cita dois textos do Antigo testamento em que Davi junto com seu exército comeu dos pães da preposição (que apenas os sacerdotes poderiam comer) porque não havia nada para comer e poderiam morrer, e do texto que trata que os próprios sacerdotes trabalhavam de sábado para que cumprissem a adoração a Deus primeiramente no Tabernáculo e posteriormente no Templo (1Sm 21.1-6; Êx 35.13; Lv 24.5-9; Nm 28.9-10).

Jesus nos mostra que Deus quer que a Escritura, a Bíblia esteja viva em nosso coração através da prática da misericórdia em vez de rituais e sacrifícios (Os 6.6).

Oração: Pai em nome de Jesus que eu não seja uma pessoa religiosa mas uma pessoa que vive pela fé em Jesus, crendo que não preciso cumprir a Lei do Antigo Testamento, porque Cristo já cumpriu por mim, para que eu viva hoje de acordo com a Sua vontade. Amém!

 

Texto e vídeo: Thiago Vicente*

 

*Thiago Vicente (Instagram: @thigvi) é o idealizador e fundador do MENSAGEM DIÁRIA, Pastor, Reverendo, Teólogo, Professor de Educação Física, Personal Trainer, Especialista em Fisiologia do Exercício, Mestre com “aprovação com louvor” na área de Bíblia, Doutorando na mesma área, plantador de igrejas, casado há 12 anos e tem duas filhas.

[1] Nova Versão Internacional. (2001). (Mt 12.3–8). São Paulo: Sociedade Bíblica Internacional.