Dia 4: Eu vou te segurar | MÃES INABALÁVEIS

Quando as mãos de Moisés já estavam cansadas, eles pegaram uma pedra e a colocaram debaixo dele, para que nela se assentasse. Arão e Hur mantinham erguidas as mãos de Moisés, um de cada lado, de modo que as mãos permaneceram firmes até o pôr-do-sol.
(Êxodo 17:12 NVI) 

 

Já parou para pensar se você tivesse alguém para te ajudar como seria tudo mais fácil?

Você sabia que antigamente as crianças cresciam nas comunidades e as mulheres se ajudavam. As mais experientes ensinavam sobre amamentação, cuidados com os filhos, cuidados com a casa. As crianças cresciam juntas, brincavam juntas.

As mulheres eram unidas e se ajudavam nos afazeres domésticos.

E hoje como funciona?

Se você diz que tem filhos as pessoas fogem de você, inventam mil compromissos e nunca podem absolutamente nada.

Vivemos numa sociedade egoísta, individualista e raivosa. As mulheres se odeiam e vários sentimentos rodeiam os laços femininos como inveja, ira, ciúmes, pelejas.

Infelizmente as mulheres estão adoecendo fisicamente com inúmeros afazeres e mentalmente sozinhas sem amizades prazerosas.

Vamos mudar o contexto em que estamos vivendo? Comece a fazer o bem se esperar nada em troca.

Diga a outra mulher: Eu vou te segurar.

 

 

Oração: Pai querido, eu oro por todas as mulheres, as relações de amizade, as relações em família. Que haja união, amor, que haja o amparo para que o fardo se torne mais leve e possamos prosseguir mais longe e com mais qualidade de vida. Em nome de Jesus. Amém.

 

Texto e Vídeo: Dani Vicente

 

*Série de mensagens baseada no plano de leitura da Bíblia YourVersion: Mães Inabaláveis.