DIA 32 – OS TESOUROS DO CORAÇÃO

Mateus 6.19-21 (ARA):  “19Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam;20mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam;21porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”[1]

 

Jesus prossegue o “Sermão do monte” com seu ensino sobre a lei do coração. No Reino de Deus a intenção está na primazia da ação. A intenção conta mais do que a ação, e Deus olha para o nosso coração (1 Samuel 16.7).

 

E começa a nos instruir sobre as preocupações da vida (desde aqui, Mateus 6.19 até Mateus 6.34). E a preocupação começa no coração daquele que escolheu o qual é a primazia da sua vida, qual é a razão da sua vida, qual é a prioridade da sua vida, o que está no centro da sua vida.

 

Quando vivemos uma vida para acumular riquezas e bens, em função do dinheiro, vamos ter uma vida egoísta, fútil, vazia, e cheia de preocupações. O desejo por ter mais nunca vai ser saciado, e a preocupação constante em perder tudo também.

 

O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males (1 Timóteo 6.10), e Jesus ao nos instruir sobre:  a preocupação, a ansiedade, e o estrese; começa a nos dar o fundamento de tudo isso: nosso coração.

 

Se o tesouro de nossa vida é o dinheiro, isso está enraizado no nosso coração, e será visto sobre a preocupação excessiva em ter bens e riqueza, em sermos gananciosos, avarentos e muquiranas.

 

Quando perdemos tudo isso, porque na terra terão ladrões, traças, ferrugem, recessão, crises etc., ficaremos desesperados. A chave para mudarmos, está no investimento eterno nos céus, contribuindo com os necessitados (Provérbios 19.17; Mateus 25.31-46; Lucas 12.33-34) e com a propagação do evangelho nesse era (Mateus 10.5-15; Filipenses 4.14-18).

 

Oração: Em nome de Jesus, Pai, eu decido tirar o dinheiro do meu coração, do centro da minha vida, eu decido colocar o SENHOR, como meu PROVEDOR, e por isso tomo uma atitude vívida de fé de dar aos pobres e de ofertar no teu Reino. Amém!

 

Texto e vídeo: Thiago Vicente.

 

[1] Sociedade Bíblica do Brasil. (2003). Almeida Revista e Atualizada, com números de Strong (Mt 6.19–21). Sociedade Bíblica do Brasil.