Descanso e Paz

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11.28-30 – ARA*).

Correria, muito trabalho, estudos, filhos, casa etc. Não sobra tempo pra nada. E em meio a tudo isso, um sentimento de vazio. Perdido, cansado, sobrecarregado e sem paz.

Tantas coisas para fazer, para comprar, objetivos para cumprir e continua a falta de paz.

Temos que entender que paz é muito mais do que ausência de guerra. Paz, no sentido bíblico é estado completo. É estar são, estar bem em todos os sentidos (como segurança, harmonia, concórdia, saúde, sossego, tranquilidade, contentamento etc), ser próspero e feliz.

É um estado completo de bem- estar, que produz paz com Deus e com os homens.

O dinheiro e os bens não podem nos dar isso, porque cobram sempre mais. Sempre queremos mais e temos medo de perder, por esta razão fazemos tantos seguros. A religião também não pode trazer a verdadeira paz e descanso para a alma, porque traz julgo humano e tantos fardos.

Por isso falaremos de um Descanso e uma Paz que só podemos ter em Jesus Cristo:

1) Ir até Jesus: Ele disse: “Venham a mim” (Mt 11.28a) e não a religião, instituição igreja, pastor, ou homens, mas a Cristo. Não podemos ficar esperando Cristo vir, nós temos que ir pela fé até Ele.

2) Encontrará alívio:  “todos os que estão cansados e sobrecarregados, Jesus o aliviará” (Mt 11.28b) se realmente formos até Jesus de todo coração, sem nenhuma reserva, Cristo, poderá nos aliviar. Ele irá nos recompor as energias e reanimar para continuar.

3) E descanso para alma: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” (Mt 11.29-30). Jesus é o próprio Deus, que não levou em conta o ser igual a Deus e se rebaixou para vir como ser humano, ser servo e morrer por nós na cruz (Fp 2.5-11), para pagar o preço do nosso perdão e paz (Is 53.3-5). Indo até Jesus e encontrando alívio Nele, no seu Amor que não nós julga, mas nos aceita, com perdão, por isso encontramos descanso para a nossa alma. Sim, porque tiraremos o julgo deste mundo, deste sistema, das pessoas, da religião e de tantos afazeres sobre nós, para tomar o jugo de Jesus, que é leve, como o Seu fardo que também é leve.

Portanto desfrutamos a verdadeira paz quando entendemos que ele só pode ser constituída em Cristo, quando entregamos a ele se reserva e assim somos preenchidos de se amor, que retira todo julgo desta sistema mundo maligno.

Texto: Thiago Vicente

* ARA – Almeida Revista e Atualizada