Desaparecendo

“O qual nos libertou do Império das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor”. (Colossenses 1.13)

Quanto tempo faz que vivemos uma vida sem anseios e desejos, que não se resume a um produto, um objeto de apego momentâneo e passageiro. Que se desfaz após o êxito de sua compra.

A vida contemporânea, nos leva a viver de forma acelerada e continua. Trabalhar, trabalhar, produzir, produzir, vender, vender… O que sobra de nós?

Será que ainda nos reconhecemos na frente de um espelho? 

Ou vemos uma imagem retorcida que o sistema, o mundo, fez a você? Nutrindo de toda virtude para desfazermos, em pequenas partes até não sobrar nada de nossas imagens.

A única coisa que pode nos acordar deste sono, é entendermos que não podemos ser livres deste sonho pelas nossas próprias forças. Mas somente em Cristo, que em seu sacrifício nos libertou do Império das Trevas, mas não apenas da condenação, mas sim de toda escravidão.

Nos fez livres para realizarmos nosso propósito, nossos sonhos em Cristo. Para isso devemos viver acordados nesta sociedade da “Terra do Nunca”.

Acorde todos os dias buscando em Deus seus sonhos e propósitos, para então viver uma vida não em partes e sim completa.

Ore: “Senhor abre os olhos de meu coração para revelar minha essência, meu verdadeiro propósito de vida, para não viver uma vida sem sentido, mas verdadeira e eterna, em nome de Jesus, amém”.

                                                                                                                                             Texto: Lucas Vicente