Desacelerando

“… chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos ” (2. Timóteo 1:9)

A Sociedade pós-moderna de nossos dias tem situado sua vida e suas relações baseadas na velocidade da informação, do contato, da proximidade, visto que nunca foi tão fácil se relacionar, com Twiter, E-mail, Orkut, Facebook, Mesenger. E nunca foi tão próximo as localidades, tanto para conseguir uma informação, um contato e um transporte, tudo esta um clique de distante.

No entanto esta velocidade que temos vivido muitas vezes fazem nos esquecemos quem somos?  porque vivemos? De qual é o nosso propósito vocacionado por Deus? Por que precisamos de tantos contatos, de tanta informação? Precisamos colocar nossa vida num freio do sentido para tudo isso, de nosso propósito e vocação. Por isso que na música do vídeo acima nos diz:

Oh, eu não quero esquecer, todas as coisas que eu conheço, estão me mantendo distantes da minha vida. Oh, eu não quero desacelerar, Não, eu não quero olhar ao redor, Mas eu não consigo resolver isso, Então ajude-me, Deus”

Mesmo se muitas vezes gostamos deste ritmo, desta correria, não devemos esquecer-nos de quem somos, de qual princípio devo procurar cultivar. Como em certa vez que Jesus ensinando aos religiosos daquela época, de que acima do Sábado, deveria ser praticado o bem. Já que Deus fez Sábado para os Judeus não trabalharem, e buscarem a Deus, mas religiosos só entendiam que não deveria trabalhar, não entendiam por inteiro, pois estavam preso a uma mentalidade da época, a uma rítmica.

Acima de nossa rítmica, da mentalidade de nossos dias temos que nos preocupar se esquecemos de fazer o bem, esquecemos usar nossa vocação para o bem, de construir  nossa vida segundo o propósito de Deus.  Por isso devemos orar:

“Pai ajuda – nos irmos mais devagar, ajuda andarmos segundo teu propósito em nós revelado, ajuda sempre perseveramos no bem.Em nome de Jesus, amém”.

Texto: Lucas Vicente