Conselhos

“O rei Roboão foi falar com os homens mais velhos, que haviam sido os conselheiros do seu pai, e perguntou: — Que resposta vocês me aconselham a dar a este povo. Eles disseram: — Se o senhor quiser servir bem a este povo, dê uma resposta favorável ao pedido deles, que eles serão seus servidores para sempre. Mas Roboão não seguiu o conselho dos homens mais velhos e foi falar com os jovens que haviam crescido junto com ele e que agora eram os seus conselheiros”. (1 Reis 12.6-8)

O rei Roboão era filho e sucessor de Salomão. Ele desprezou os bons conselhos dos sábios e tomou conselho com os jovens que havia crescido junto. Com esta atitude Roboão causou a grande divisão da nação de Israel.

Qual é a sua atitude mediante a uma decisão e a uma circunstância? Aonde você procura se aconselhar?

A palavra de Deus nos aponta no Salmo 1:

“Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite”. (Salmo 1. 1-3)

A felicidade está vinculada ao prazer do homem em buscar os conselhos vindos do Senhor. Conselhos sábios são sempre baseados na palavra do Senhor.

Os “achismos” que vem dos “ímpios”, pecadores ou escarnecedores levam a divisão e ao egoísmo.

Muitas vezes podemos ficar perturbados com as circunstâncias da vida e acabamos dando ouvidos aos maus conselhos. Lembre-se que Jesus é também o Maravilhoso Conselheiro e está sempre pronto há nos ajudar na tribulação.

Qual é o conselho que você precisa?

“O homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor”. (Provérbios 16.1)

Texto: Mônica Vicente.