Assim Como A Corça

“Ó Deus, tu és o meu Deus forte; eu te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de ti; meu corpo te almeja, como terra árida, exausta, sem água. Assim, eu te contemplo no santuário, para ver a tua força e a tua glória. Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam”. (Salmo 63.1-3)

Devemos orar como Davi orou neste salmo.

Ele descreve o profundo anseio por Deus que sente em seu coração, anseio este que só encontra satisfação na íntima comunhão com Deus.

Que nos leva além do véu e a refletir:

Tenho de fato profunda sede de Deus e da sua presença na minha vida? Ou vivo mais ocupado com coisas e passatempos mundanos, enquanto que a oração, a leitura da Bíblia e a profunda fome e sede de Deus e da sua justiça têm pouco lugar, ou interesse na minha vida?

“E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.”

Texto: Mônica Vicente