Acordemos para Fidelidade

“O justo viverá de minha fidelidade”(tradução literal de Romanos 1.17).

A normal tradução desta passagem seria o justo viverá pela fé, contudo, a expressão literal desta consegue nos trazer uma imagem mais real da ideia do autor. Que vivemos pela fé, não de nossa capacidade de crer, não de nossas forças, e sim por andarmos pela fidelidade e capacidade de Deus.

Pois Ele não muda, continua o mesmo, e suas palavras não voltam vazias.

Então, o nosso horizonte não deve ser construído por quanto conseguimos vê-lo, ou mesmo pelo sentir de nossa pele, nem muitos menos pelos retratos imperfeitos e incompletos da racionalidade humana. No entanto de sabermos que nossa esperança imutável e continua vem de Deus.

Por isso, devemos acordar nossa mente da racionalidade e materialidade que vivemos, para aprendemos viver sobre um novo prisma. Constituído pela capacidade ilimitada de Deus, qual deve ser nosso padrão de pensamento e cultura, e não a nossa limitada capacidade.

Capacidade que, não precisamos entender, defender, contudo apenas saber que Sua palavra cumpre com o desígnio que orientou desde o princípio.

Portanto, abra os olhos para esta nova certeza, que a luz que guia sua fé, não depende de seu olhar atual, pois ele não pode compreender a mente de Deus. Mas de entender que as coisas são feitas pela nossa crença na capacidade dEle. Em vista disso, fazemos nossas palavras e atitudes como do texto paulino:

“isto é, Cristo em vós é esperança da glória” (Colossenses 1.27b – KJA*)

Ore: “Senhor me ajude compreender que sua capacidade não depende de minhas forças, do meu intelecto e nem do tamanho da minha fé, mas de saber que vivo pela sua fidelidade e capacidade em mim, pois nEla tudo é possível. Oro em nome de Jesus, amém”.

Texto: Lucas Guimarães Vicente

*Tradução: King James Atualizada