A Primeira Páscoa

Páscoa significa “passagem” da escravidão para a libertação.

Deus institui no Egito para comemorar a liberdade de Israel; o Senhor iria passar no meio do Egito para livrar o povo de Israel da escravidão.

Deus instrui os israelitas a passarem o sangue de um cordeiro nos umbrais da porta como sinal de que não sofreriam nenhum mal sob a antiga aliança.

“O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito.”(Êxodo 12.13).

“Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.” (Êxodo 12.14).

Para que as pessoas estivessem protegidas do anjo da morte Deus tinha que ver o sangue, por isso que eles teriam que o colocar sobre as vigas das porta.

Este dia seria um memorial que todos e seus descendentes deveriam comemorar PERPETUAMENTE.

Esta é a história da Páscoa no Velho Testamento.

Texto: Mônica Vicente