Transparente

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.  (I João 1.8).

“Expressões sóbrias, palavras curtas que completam um falso sorriso que tenta transmitir que está tudo bem, não há o que se preocupar.O caminho continua, após um rápido encontro, um acaso. Olhos revoltam na lembrança de recordar para onde estava indo? Então paro encosto numa parede bege  meio escura, sem cor, sem vida, uma boa imagem do que tem sido o tom deste dia”

Quantas vezes a pequena narrativa acima, não é o resumo de nosso dia, nossa vida escondida por mascarás. Por expressões, sorrisos e curtas frases, “está tudo bem”, escondem a realidade de um dia frio e triste.

As palavras não ditas, não confessadas a Deus, levam ao homem, ter doenças como: câncer e depressões; a ter casamentos desfeitos e famílias destruídas, tudo para manter uma imagem. Assim como no caso de Davi, que calou seus lábios e seus ossos adoeceram (Salmos 32.2).Por isso a palavra nos ensina confessar nossos pecados, e também a confessarmos ao nosso irmão, para que este ore e nos ajude a vencer o problema (Tiago 5:16).

Temos que acabar com a história e a ideia de que existe supercrente ou supercristão. A própria Bíblia em Eclesiastes 3, diz que nosso tempo terá felicidade e tristeza, trabalho e descanso, faz parte da vida. Mas o que não podemos é ficar paralisados, no “tudo bem”, devemos ser transparentes com Deus, para que então Ele nos envolva e nos cure. E sejamos  verdadeiros com nosso irmão, para que nos ajude a vencer.

E assim reescrevemos a história introdutória acima, história para nosso dia, de nossa vida.

Ore: Confesse o pecado ou problema que nesse dia o  entristeceu, e agradeça a Deus, pois ele já solucionou no nome de Jesus, Amém.

Se precisar, estiver em seu coração, ligue um para amigo que sabe que possa contar, peça para  ele orar por você e ajudar vencer seu problema.

Texto: Lucas Vicente