"Novamente Adão teve relações com sua mulher, e ela deu à luz outro filho, a quem cha­mou Sete, dizendo: "Deus me concedeu um filho ­no lugar de Abel, visto que Caim o matou". Tam­bém a Sete nasceu um filho, a quem deu o nome de Enos. Nessa época começou-se a invocar o no­me do Senhor." (Gênesis 4.25-26)

Conhecemos bem a história da Criação, como da vida de Adão e Eva. O pecado entrou no mundo quando Eva e Adão cederam aos seus próprios desejos e enfim deram luz ao pecado contra Deus e sua ordem.

Após isso, Deus os expulsa do Jardim do Éden e para a mulher se multiplica as dores de parto e o homem terá que trabalhar penosamente para o seu sustento. Então, nasce Abel e Caim, e por um sentimento de ira muito grande, que não conseguiu dominá-lo Caim mata o seu irmão, pois Deus não havia se agradado de sua oferta, mas a de seu irmão Abel.

Depois de algum tempo, a Bíblia não relata quando, Eva dá a luz a outro filho, Sete. Sete também teve um filho que deu o nome de Enos, e a Bíblia relata um fato muito interessante, "Nessa época começou a invocar o nome do Senhor".

Podemos pensar em uma hipótese, que uma geração não invocava o nome do Senhor, pois esta frase é muito emblemática no texto. 

Adão e Eva, podem ter deixado Deus de lado e passaram a não revelar o Senhor aos seus filhos, e eles cresceram sem dar o valor devido a Deus. Como estão as gerações que vieram após a sua? Seus filhos, netos...invocam o nome do Senhor?

"Pai me ensine e ajude a revelar o Senhor, seu poder, seu amor e a sua promessa de Salvação e Vida Eterna! Que minha descendência invoque o seu nome e se perpetue seu amor por todas as minhas futuras gerações até que o Senhor venha!"

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.