"Novamente Jesus disse: "Paz seja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu os envio". E com isso, soprou sobre eles e disse: "Recebam o Espírito Santo.  Se perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se não os perdoarem, não estarão perdoados". (João 20:21-23) 

O sopro divino é a capacidade dada por Jesus a todos nós para perdoar! 

No mesmo instante que Jesus soprou sobe os discípulos e eles receberam o Espírito Santo, experimentaram o novo nascimento, não mais da carne, mas do Espírito. A próxima fala de Jesus foi a respeito do perdão: 

“Se perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se não os perdoarem, não estarão perdoados” 

“Se” não é opção é condição. O perdão dos pecados é o primeiro poder conferido as pessoas quando nascem de novo. Embora tenhamos o poder de perdoar, nem sempre é fácil perdoar pecados. 

O perdão não é sentimento! O perdão é decisão! Quando decidimos perdoar alguém que nos machucou o Espírito Santo vem sobre nós liberando o perdão. 

Nosso trabalho é orar e permitir que o Deus de justiça coloque tudo em ordem. Se você neste momento precisa liberar perdão, vá ao Senhor e receba dele a força para praticar a sua vontade: 

"Senhor, eu perdoo esta pessoa. Espírito Santo sopra sobre mim dando-me forças para a abençoar, deixando-a partir livre dos meus pensamentos. Oro no nome de Jesus."

Texto: Mônica Guimarães Vicente.