"Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados! Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia! Enquanto escondi os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer. Pois de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; minha força foi se esgotando como em tempo de seca. Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: "Confessarei as minhas transgressões ao Senhor", e tu perdoaste a culpa do meu pecado. Portanto, que todos os que são fiéis orem a ti enquanto podes ser encontrado; quando as muitas águas se levantarem, elas não os atingirão. Tu és o meu abrigo; tu me preservarás das angústias e me cercarás de canções de livramento." (Salmos 32:1-7 - NVI*)

O pecado, a culpa, o peso dos fardos que carregamos, pode nos destruir nos causando dores e sofrimentos.

É verdade que aquele que entregou sua vida ao Senhor, se tornou um cristão e deseja viver e praticar a vontade do Senhor segundo os princípios da Bíblia Sagrada, deve buscar uma vida de santificação dia após dia.

Entretanto sabemos que somos fracos e que o pecado nos assedia fortemente e que muitas vezes infelizmente cairemos em tentação e daremos luz ao pecado.

Mas como vemos no Salmo acima a confissão do pecado e o perdão de Deus é uma misericórdia acessível e gratuita para nós pecadores. Existe perdão e um abrigo disponível para aquele que confia toda sua vida ao Senhor.

Por isso hoje não continue a se entristecer e adoecer na culpa do pecado, confesse o seu pecado para o Senhor e este lugar de abrigo se abrirá para você!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.

*Nova Versão Internacional.