Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Túnel Do Tempo - Um Com O Pai

Publicado: Quarta, 15 Agosto 2018 07:03

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca”.(Mateus 26.41 – ACF)

Cristo nos demonstra nesta passagem que para vivermos pelo espirito é necessário nos esvaziarmos de nossa carnalidade, pois assim como Ele que antes de ser crucificado sofreu uma angústia tremenda, mas conseguiu domina-la e vence-la, pois vigiou e orou ao Pai para conseguir obedece-lo.

Assim para o cristão conseguir ter o mesmo exemplo de Cristo e se tornar um com o pai, é necessário viver uma vida de leitura da palavra e oração, porque será ela que nos dará capacidade de vivermos pelo espirito e conduzirmos nossa vida para além dos nossos limites.

É simples basta lutarmos todos os dias com nossas armas que é a oração e palavra.

Por isso tente todos os dias separar um tempo para a leitura e oração e prove de melhor de Deus em sua vida.

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

*ACF – Almeida Corrigida e Revisada Fiel. 

Atos Dos Apóstolos - Parte XXX

Publicado: Sexta, 03 Agosto 2018 03:00

IV. PAULO, BARNABÉ E A MISSÃO – 12. 24 - 25

O Texto conclui o ato da providência de Deus, afirmando “crescia e se multiplicava”, uma afirmação que originariamente se aplicava ao povo de Israel, e muita vez mediante a um opressão (ex. 1.12) ou retratando o progresso (Gn. 17.2), porem no novo testamento se aplica a expansão da palavra de Deus (Como já vemos, Atos 6.7)17.

A visita de Paulo e Barnabé a Jerusalém, pode ter ocorrido entre 44 e 46 d.C., ela foi tanto para trazer doações a igreja de Jerusalém, que passava terrível dificuldades com a fome na região, devido anos longo de seca, como anunciado por Agabo. No entanto, em Gálatas, Paulo afirma, que ele subiu a Jerusalém “por uma revelação” (Gl. 2.2) qual discutiria com os Apóstolos, a possibilidade da 1° viagem missionária, fazendo assim uma ponte ao capítulo anterior, elevando a importância de Paulo e Barnabé no texto de Lucas, que tinha ficado em segundo plano, porém agora serão protagonistas 18 . Demonstrando novamente que cada passo da Igreja é coeso e um reflexo da Providência de Deus.

Esta importância, permitiu tornar Antioquia não só um centro missionário, como centro de formação de discípulos, como a permissão de Paulo e Barnabé, para levar João Marcos, filha de uma das grandes líderes em Jerusalém, para ser treinado e depois levado para 1° viagem missionária.

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

17 Idem.

18 TENNEY, op. cit. p. 231-232.

Atos Dos Apóstolos - Parte XXIX

Publicado: Domingo, 29 Julho 2018 08:27

III. HERODES E O JUÍZO – 12. 19 - 23

Após o fracasso da morte de Pedro, Herodes Agripa I retorna a Cesareia no intuito de realizar uma celebração em homenagem a César. Mas antes atendendo os representantes de Tiro e Sidom, graças intercessão de Blasto que fazia parte de sua corte, o tema discutido não se sabe, provavelmente deveria ser questões relacionadas ao comércio entre as duas nações, Palestina e a Fenícia 13 . Tanto Lucas, como Josefo concordam substancialmente quanto o lugar e a maneira de sua morte. No segundo dia da celebração, ele apareceu no teatro público vestido com uma armadura de prata, que reluzia tão brilhantemente ao sol que seus admiradores gritaram: “ele é um deus !” E o adoraram. Quando ele olhou para cima, viu uma coruja empoleirada e uma corda acima de sua cabeça. Ele interpretou isto como um mau agouro, uma vez que um velho legionário alemão lhe dissera que a aparição de uma coruja pressagiaria sua morte. Acometido de fortes dores abdominais, que aparenta ser um câncer dos intestinos, foi levado ao palácio, onde morreu cinco dias mais tarde dos cinquenta e quatro anos de idade14.

Herodes Agripa II, filho do rei falecido, residia em Roma no momento da morte do pai, Como tinha apenas dezessete anos de idade, os conselheiros do Imperador Cláudio lhe recomendaram que adiasse a sua nomeação como sucessor de seu pai, especialmente porque o reino estava ameaçado pela desordem de tropas indisciplinadas, nomeado em seu lugar Cuspio Fedo, como procurador da Judeia e restante do reino15.

Texto de Lucas, indica diferentes elementos da providência de Deus no antigo testamento no relato de Herodes, primeiro ao retratar que este “prosseguiu, mandando prender” é uma evocação a atitudes de Faraó em Êxodo, apontando como uma figura contrariaria a Deus e que oprimi seu povo e assim será juizado por Deus. Segundo, e a referência de resgates, que são comum no antigo testamento, mas o texto faz uma particular evocação no reconhecimento de Pedro ao poder e autoridade Deus, como Moisés o fez Midiã, no nome de seu primeiro filho “Eliézer, porque “o Deus de meu pai é minha ajuda e me libertou da espada do Faraó”. Terceiro, no relato do Juízo de Deus a Herodes, que evoca o texto de 2 Cr.21.18-19, que Deus feriu intestino de Jeorão, trazendo a ideia que ninguém sentiria falta do governo de Agripa, porque andava contra o caminho de Deus16. Em todos estes elementos, aponta para crença e atuação da providência de Deus e a coesão de sua ação na história.

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

13 Bíblia de Estudo da Reforma. Barueri (SP); Sociedade Bíblica do Brasil, 2017. p.1837, nota de rodapé, 12.20.

14 GUNDRY, Robert. Panorama do Novo Testamento. 4° Ed. São Paulo; Sociedade Religiosa Edições Vida Nova. 1987. p. 246. TENNEY, p.230, WESLEY, p.321-322.

15 TENNEY, p. 230.

16 Comentários do uso do Antigo Testamento no Novo Testamento. G.K. Beale e D.A. Carson Org. São Paulo; Vida Nova, 2014.p. 726.

Pagina 1 de 66

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg