3. Hino Nacional parte 1:

A. Metodologia e Hino:

OS SÍMBOLOS PATRIÓTICOS OFICIAIS, DESPERTAM O SENTIMENTO DE NACIONALIDADE COMO HINO. POR ISSO, “CANTAR UM HINO CRIA UMA IDENTIDADE COLETIVA EM QUE SE EXPERIMENTA MAGICAMENTE A NAÇÃO EM NÓS MESMOS, MESMO QUE AS PALAVRAS SEJAM ENFÁTICAS OU TRIVIAIS E A MÚSICA, PRETENSIOSA OU SIMPLÓRIA” 4 . ASSIM, O HINO É UM RECURSO METODOLÓGICO PARA CRIAR FUNDAMENTOS DE UNIDADE DE UM PAÍS, INTERLIGADOS NO IDEAL DE POVO E NAÇÃO, E POR VALORES E PRINCÍPIOS QUE A CONSTROEM, DEVIDO A ISSO, AS TRÊS PALAVRAS MAIS RECORRENTES, É: DEUS, PÁTRIA E LIBERDADE5 . DA MESMA FORMA, A DEUS UTILIZA DE FERRAMENTAS METODOLÓGICA PARA REPRESENTAR PRECEITOS BÍBLICOS, COMO 12 PEDRAS APÓS TRAVESSIA DO JORDÃO, FESTIVAIS COMO PASCOA, PENTECOSTE E TABERNÁCULOS E PRÓPRIA CEIA. TODAS, ELAS TEM SENTIDO DE DIZER QUE POVO É O COMO DEVE CONTINUAR SEGUINDO, COMO PRIMEIRO EXEMPLO, QUE O POVO SERVO DE DEUS, E POR ELE E SUA MISERICÓRDIA ENTRARAM NA TERRA PROMETIDA, SENDO ASSIM, SE CONTINUAR O SEGUINDO, ASSIM COMO FOI COM SEUS PAÍS SERÁ FIEL COM ELES (JS. 4.4-5,21-24).

B. História do Hino do Brasil:

A LETRA DO HINO NACIONAL BRASILEIRO FOI ESCRITA POR JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA E A MÚSICA ELABORADO POR FRANCISCO MANUEL DA SILVA, A COMPOSIÇÃO MÚSICA, GANHOU O CONCURSO EM 1823, MAS TORNA-SE POPULAR COMA ABDICAÇÃO DE D. PEDRO I, FICANDO ASSIM CONHECIDO COMO “HINO DO 7 DE MAIO”. DEPOIS DE O HINO NACIONAL TER SIDO OFICIALIZADO, AINDA FALTAVA A LETRA PARA ELE, QUE OCORREU EM ANO DE 1909, QUANDO O GOVERNO REALIZOU UM CONCURSO PARA ESCOLHER UMA COMPOSIÇÃO POÉTICA QUE SE ADAPTASSE PERFEITAMENTE A MELODIA DO HINO, VERSÃO DE JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA. PORÉM, SÓ TORNOU POPULAR NO CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA. MESMO A REPÚBLICA FAZENDO UM CONCURSO PARA OUTRO HINO, NÃO É BEM ACEITO PELA POPULAÇÃO, FICANDO CONHECIDO APENAS COMO O HINO DA REPÚBLICA, E PERMANECENDO O HINO DE JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA E FRANCISCO MANUEL DA SILVA.

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

4 BERG, Tiago José. Hino de Todos os Países de Mundo. São Paulo; Panda Books, 2008.

5 Idem.