Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Túnel Do Tempo - Vida, Homem E O Tempo

Publicado: Quarta, 12 Dezembro 2018 07:45

A vida, o homem e o tempo, sua relação, seu mundo, sua sociedade, uma estrutura milenar, única constituída por um caráter cultural, movimento de longa duração do tempo, que suas ressonâncias formam o que somos hoje.

 Contudo pergunto o que somos hoje? O que você é? Na temporalidade atual, você é seu trabalho? Professor, vendedor, estudante, será que só o trabalho resume o que somos?

Você é sua família, seus traços de familiaridades e relacionamento, que podem revelar com mais proximidade o que você é, mas consegue totalmente situar o que é? Será que somos apenas esta relação do privado e do público. Apenas seres que vivem, trabalham e constituíam famílias, depois passam como neblina.

O homem sem Deus é como o vapor que sobe e depois desaparece, pois sua existência se torna sem sentido e sem rumo.

Por isso Deus, nos chama em amor, para vivermos com um propósito e um chamado, e assim criarmos um ideal de vida, um modelo de atitudes para alcançar esta vida.

Não se reprimindo numa roupa religiosa, mas na liberdade de não viver alienado apenas na sentença de buscar uma felicidade própria e ilusória, e sim de fazer a diferença na comunidade em que vivemos.

Por isso Jesus nos chama para sermos luz, não apenas na igreja, como pastores, diácono, membros ou algo do gênero, no entanto em todos os espaços da vida e do tempo.

Deus então nos designa em nossa vocação, um meio para transformar vidas, tempos, realidades, seja como um escritor, seja como um pai, seja com um amigo, seja como estudante. Em todas as instâncias, Ele te chama a cultivar o amor, cultivar a vida, fazer de sua existência mais que um trabalho ou um lugar social, mas um sentido para muitos.

 Portanto tudo que  lemos, escrevemos, falamos e pensamos, seja a vontade de Cristo, seja para o bem, “E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus” (Colossenses 3.17). Esta seja nossa oração diária.

Texto: Lucas Vicente.

Salmo 119 (Parte I)

Publicado: Terça, 13 Novembro 2018 03:00

O Salmo 119 fala sobre a palavra de Deus, como ela é importante para aquele que deseja viver nos caminhos do Senhor. Veremos alguns conselhos que este Salmo nos revela, pois em todo o tempo é preciso buscarmos e amarmos meditar e praticar a palavra de Deus.

Do versículo 1 ao 32, destacamos estas sabedorias, para os que desejam agradar o Senhor:

Ser irrepreensível no caminho e andar na Lei do Senhor.
Guardar as suas prescrições.
Buscá-la de todo coração.
Cumprir à risca os mandamentos.
Ter passos firmes e observar os preceitos do Senhor.
Ter integridade de coração.
Aprender os retos juízos.
Cumprir os decretos.
Observar o caminho sgundo a palavra.
Guardá-la no coração.
Meditar e ter respeito pela palavra de Deus.
Ter prazer de lê-la e não se esquecer.

Podemos assim constatar como é significativo em nossas vidas buscarmos diariamente a palavra de Deus. Neste pequeno trecho do Salmo 119, no qual estamos observando hoje, podemos tirar uma oração para nós de um versículo.

ORE: "Abre os meus olhos para que eu veja as maravilhas da tua lei." (Salmos 119:18)

Texto: Vivian C. Thomazinho Vicente.

Especial Semana Da Pátria - Providência Na Independência

Publicado: Domingo, 09 Setembro 2018 07:39

5. Providência na independência:

A. Providência e Autogoverno:

A PROVIDÊNCIA É AÇÃO DIRETA DE DEUS NA HISTÓRIA, PARA FAZER O TEMPO CONVERGIR SEGUNDO O SEU PROPÓSITO6 , DESTA FORMA, O MOVIMENTO DE INDEPENDÊNCIA ORGANIZADO POR JOSÉ BONIFÁCIO E APOIADO POR D. PEDRO I, FOI ATO DA VONTADE DE DEUS, QUE PERMITIU, O POVO DESTE TERRITÓRIO, PODER DECIDIR O FUTURO DESTA NAÇÃO, RETOMANDO O AUTOGOVERNO DA CRIAÇÃO ( GN. 1.28). ASSIM, NOSSA LIBERDADE, PODE EXPRESSAR O REINO DE DEUS, COMO REINO DOS NOSSOS DESEJOS E VONTADES (DT 28).

B. Providência e Cultura de Governo:

A CULTURA DE GOVERNO NO BRASIL FOI DISTINTA DA SOCIEDADE PURITANA DO MAYFLOWER COMPACT QUE ESTAVA FUNDAMENTADA NA LEI DE DEUS, NO RESPEITO MUTUO AO PRÓXIMO, PARA ESTABELECER LEIS JUSTAS E IGUALITÁRIAS QUE CRIAM O PRIMEIRO ESTADO DEMOCRÁTICO MODERNO. A CULTURA POLÍTICA BRASILEIRA, HERDA A MENTALIDADE DO “HOMEM CORDIAL” 7 , QUE REMETE A AVENTURA EM BUSCA DE RIQUEZA, OU SEJA, NÃO NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE JUSTA, E SIM EM MEIOS PARA GARANTIR O PURGATÓRIO DE SUA POBREZA8 , ENVOLVIDOS DE TODO TIPO DE RECURSOS E POSSIBILIDADES QUAL FAÇAM EMERGIR PARA O TOPO DO SALVAÇÃO HUMANA, A RIQUEZA, A MESMA QUE CRISTO DENOMINOU DE LOUCURA, AFIRMANDO: “LOUCO” (LC 12.20-21) PORTANTO, CABE A CADA UM DE NÓS, MUDARMOS ESTA REALIDADE, PRIMEIRO MUDANDO NOSSA NOÇÃO DE CIDADANIA, QUE NÃO É REFÉM DO ESTADO PARA MUDAR A REALIDADE9 , E SEGUNDO COM NOSSO VOTO CONSCIENTE PARA MODIFICARMOS OS FUNDAMENTOS DESTE PAÍS.

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

ORAÇÃO: "Senhor dê-nos sabedoria para compreendermos a tua palavra para assim abençoar a nossa nação e lutarmos para que nossas autoridades sejam dignos e piedosos, oramos em Nome de Jesus".

6 Noah Webster, Dicionário, 1828.

7 Conceito de Homem Cordial, Sérgio Buarque de Holanda. Raízes do Brasil, p.12.

8 DE MELLO, Laura Souza. O Diabo e a Terra de Santa Cruz: Feitiçaria e religiosidade Popular no Brasil. p.23.

9 José Murílio de Carvalho denomina de Estadania, pois o individuo acaba esperando no Estado todas as soluções para sua realidade local, ao invés de usar se autogoverno para dar o início desta mudança, como por exemplo formação de associações e ONG´s, exemplo PROEC, como a criação de leis de caráter popular, exemplo “Ficha Limpa”.

 

Especial Semana Da Pátria - Hino Nacional (Parte I)

Publicado: Sexta, 07 Setembro 2018 03:00

3. Hino Nacional parte 1:

A. Metodologia e Hino:

OS SÍMBOLOS PATRIÓTICOS OFICIAIS, DESPERTAM O SENTIMENTO DE NACIONALIDADE COMO HINO. POR ISSO, “CANTAR UM HINO CRIA UMA IDENTIDADE COLETIVA EM QUE SE EXPERIMENTA MAGICAMENTE A NAÇÃO EM NÓS MESMOS, MESMO QUE AS PALAVRAS SEJAM ENFÁTICAS OU TRIVIAIS E A MÚSICA, PRETENSIOSA OU SIMPLÓRIA” 4 . ASSIM, O HINO É UM RECURSO METODOLÓGICO PARA CRIAR FUNDAMENTOS DE UNIDADE DE UM PAÍS, INTERLIGADOS NO IDEAL DE POVO E NAÇÃO, E POR VALORES E PRINCÍPIOS QUE A CONSTROEM, DEVIDO A ISSO, AS TRÊS PALAVRAS MAIS RECORRENTES, É: DEUS, PÁTRIA E LIBERDADE5 . DA MESMA FORMA, A DEUS UTILIZA DE FERRAMENTAS METODOLÓGICA PARA REPRESENTAR PRECEITOS BÍBLICOS, COMO 12 PEDRAS APÓS TRAVESSIA DO JORDÃO, FESTIVAIS COMO PASCOA, PENTECOSTE E TABERNÁCULOS E PRÓPRIA CEIA. TODAS, ELAS TEM SENTIDO DE DIZER QUE POVO É O COMO DEVE CONTINUAR SEGUINDO, COMO PRIMEIRO EXEMPLO, QUE O POVO SERVO DE DEUS, E POR ELE E SUA MISERICÓRDIA ENTRARAM NA TERRA PROMETIDA, SENDO ASSIM, SE CONTINUAR O SEGUINDO, ASSIM COMO FOI COM SEUS PAÍS SERÁ FIEL COM ELES (JS. 4.4-5,21-24).

B. História do Hino do Brasil:

A LETRA DO HINO NACIONAL BRASILEIRO FOI ESCRITA POR JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA E A MÚSICA ELABORADO POR FRANCISCO MANUEL DA SILVA, A COMPOSIÇÃO MÚSICA, GANHOU O CONCURSO EM 1823, MAS TORNA-SE POPULAR COMA ABDICAÇÃO DE D. PEDRO I, FICANDO ASSIM CONHECIDO COMO “HINO DO 7 DE MAIO”. DEPOIS DE O HINO NACIONAL TER SIDO OFICIALIZADO, AINDA FALTAVA A LETRA PARA ELE, QUE OCORREU EM ANO DE 1909, QUANDO O GOVERNO REALIZOU UM CONCURSO PARA ESCOLHER UMA COMPOSIÇÃO POÉTICA QUE SE ADAPTASSE PERFEITAMENTE A MELODIA DO HINO, VERSÃO DE JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA. PORÉM, SÓ TORNOU POPULAR NO CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA. MESMO A REPÚBLICA FAZENDO UM CONCURSO PARA OUTRO HINO, NÃO É BEM ACEITO PELA POPULAÇÃO, FICANDO CONHECIDO APENAS COMO O HINO DA REPÚBLICA, E PERMANECENDO O HINO DE JOAQUIM OSÓRIO DUQUE ESTRADA E FRANCISCO MANUEL DA SILVA.

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

4 BERG, Tiago José. Hino de Todos os Países de Mundo. São Paulo; Panda Books, 2008.

5 Idem.

Túnel Do Tempo - Clamarei A Tí

Publicado: Quarta, 10 Outubro 2018 03:00

“No dia da minha angústia clamarei a ti, pois tu me responderás”. (Salmos 86.7).

Nos momentos em que passamos por tribulações ou provações é onde devemos nos apoiar ainda mais em Deus, pois é nessa hora que podemos ver o mover do Senhor em nossas vidas.

As experiências com Deus vêm quando verdadeiramente confiamos na sua palavra.

Deus é tão maravilhoso e nos mostra o quão poderoso Ele é, pois nos momentos em que clamamos a Ele, oramos e nos colocamos totalmente entregues Ele nos conforta, tira toda preocupação toda tristeza e nos trás a paz que excede todo entendimento.

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”. (Filipenses 4.7).

Guarde esse versículo em seu coração e lembre-se que Deus é o nosso refúgio.

Ore a Deus pedindo sabedoria para saber lidar com as situações e circunstâncias adversas. E lembre-se que o Senhor nos ensina a clamar a Ele, pois é Dele que vem o nosso socorro.

Texto: Maxwell Heber.

Especial Semana Da Pátria - Hino Nacional (Parte II)

Publicado: Sábado, 08 Setembro 2018 09:36

4. Hino Nacional parte 2:

A. 1° PARTE DO HINO ANALISADA: 

I. “Ouviram do Ipiranga às margens plácidasDe um povoheróico o brado retumbante”, representa o extado momento do nascimento do brasil, em meio ao grito de D. Pedro I, ás margens do rio Ipiranga. Assim que ouviu o grito, o povo, do herói, D. Pedro I, a beira do rio.  

II. “E o sol da liberdade em raios fúlgidosBrilhou no céu da Pátria nesse instante”.Nascendo a liberdade, para povo brasileiro, pois pode governar a si mesmo, e não outro governo. Sendo, assim, brilhou muito forte, como o sol, nascendo a liberdade, para todos, seria o sentido literal. 

III. “Se o penhor dessa igualdade Conseguimos conquistar com braço forte, Em teu seio, ó liberdade, Desafia o nosso peito a própria morte”. Brasil passou a ser independente, portanto, conquistou a igualdade, ou seja, daquele momento em diante, Portugal e Brasil eram nações iguais, graças a coragem de lutar pela liberdade, ainda que isto custe a própria morte.  

IV. “Ó Pátria Amada, Idolatrada Salve! salve!”, Significa amar pátria com um amor acima dos outros, no entanto, este amor deveria ser dirigido por deus, não acima, já que na versão original era “O Pátria amada, idolatrada, Deus te salve”.

V. “Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce, Se em teu formoso céu risonho e límpido A imagem do Cruzeiro resplandece!”. Sonho intenso, pois há muito o que realizar, contudo não é fundamentado em nossa força, aparece o cruzeiro do sul, que nos lembra que a Cruz de Cristo nos dá o amparo e a proteção, para criarmos uma nação de amor e esperança.

VI. “Gigante pela própria natureza És belo, és forte impávido colosso, E o teu futuro espelha essa grandeza”.  Retrata na referência a grandeza territorial e a beleza natural, por isso podemos ser grandes e corajosos, e assim o futuro refletirá esta força e beleza. 

VII.  “Terra adorada, entre outras mil, És tu Brasil, ó pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil,  Pátria amada, Brasil”Portanto, nós a escolhemos entre milhares, pátria amada Brasil, porque é como uma mãe gentil conosco, assim como bom filho lhe amamos.

B. 2° PARTE DO HINO ANALISADA:

VIII.  “Deitado eternamente em berço esplêndido Ao som do mar e à luz do céu profundo, Fulguras, ó Brasil, florão da América,  Iluminado ao sol do Novo Mundo!”. A perspectiva que a localização geográfica do Brasil é  muito privilegiada, com rios, florestas, praias, por isso, a figura de um “berço”, como tal se destacará entre todas as outras nações da américa.

IX. “Do que a terra mais garrida Teus risonhos lindos campos têm mais flores, "Nossos bosques têm mais vida", "Nossa vida" no teu seio, "mais amores". Garrida é colorida, alegre, vistosa”. As aspas são usadas por usar citações da “Canção do exílio” do Gonçalves dias, mas seu uso Equivale a dizer que nós, brasileiros, por vivermos no Brasil, somos mais capazes de amar, por isso, nossa terra tem mais flores, vida e amores. 

X."Ó Pátria amada, Idolatrada Salve!Salve!. Esse é o meu país amado e idolatrado! Eu declaro que Deus vai te salvar. Ele há de te salvar!”.

XI.“Brasil, de amor eterno seja símboloO lábaro que ostentas estrelado Ostentar é mostrar com orgulho”. Um lábaro era um estandarte muito usado pelos romances da época, que no caso se refere a bandeira do brasil, então, as estrelas da tua bandeira sejam símbolo de amor eterno.

XII. “E diga ao verde-louro desta flâmula Paz no futuro e glória no passado”. Novamente reforça a figura da bandeira, como um símbolo de poder e glória, tanto no passado como no futuro.

XIII. “Mas se ergues da justiça a clava forte Verás que o filho teu não foge à luta, Nem teme quem te adora a própria morte”. Concluindo, ainda, que o brasil se desvie de seu grande futuro, cada cidadão, não fugira do embate, da luta, do confronto, pois fará o brasil seguir o caminho certo, já que não teme nem própria morte, pois ama sua nação, e assim quer faze-la bem.

XIV – Leia novamente o verso VII.

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

Especial Semana Da Pátria - Importância De Eleger Bons Líderes

Publicado: Terça, 04 Setembro 2018 03:00

2. Importância de eleger bons líderes:

A. Eleição no mundo bíblico:

DEUS NA INSTRUÇÃO DO GOVERNO DE ISRAEL, COMO DA IGREJA, ESTABELECEU ASSEMBLEIAS PARA ASSEGURAR OS PRINCÍPIOS DO SEU GOVERNO. TANTO NO POVO HEBREU, PARA FORMAR ASSEMBLEIA DE 70 JUÍZES (EX 18.21-22), COMO O CONSELHO DOS PRÍNCIPES (NM 7.2, 10.4, 34.18)1 . ESTE SISTEMA VOEGELIN DENOMINA DE DEMOCRACIA PRIMARIA, POIS JÁ POSSUÍ ANTES DO MUNDO GREGO, CARACTERÍSTICAS DE UMA PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ2 . NO NOVO TESTAMENTO, ESTE SISTEMA AINDA MAIS AMPLO, PORQUE AS ASSEMBLEIAS DAS IGREJAS QUE ELEGIAM MINISTROS (ATOS 1.21-23; 6.2-5, 14.23, 20.7) E DECIDIAM POLÍTICA LOCAL DA IGREJA, ERA COMPOSTA POR PESSOAS DE QUALQUER GÊNERO, ORDEM SOCIAL, NACIONALIDADE E STATUS CIVIL (AT. 15.6,23) 3 PORÉM, TANTO NO ANTIGO TESTAMENTO, COMO NO NOVO CARACTERIZA CARACTERÍSTICAS FUNDAMENTAIS PARA RECONHECERMOS BONS LÍDERES, SÃO ESTES FUNDAMENTOS QUE DEVEMOS BUSCAR EM NOSSOS CANDIDATOS: EX. 18.21; ATOS 6.3.

- COMO APEGADOS A VERDADE E DE BOM TESTEMUNHO

- NÃO AVARENTOS E SÁBIOS.

- TEMENTES E CHEIOS DO ESPÍRITO.

B. Eleição de outubro:

AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO VÃO ELEGER DEPUTADOS ESTADUAIS E FEDERAIS, SENADORES, GOVERNADORES E PRESIDENTE DA REPÚBLICA, SENDO ASSIM, VAI MODIFICAR 2/3 DA ASSEMBLEIA FEDERAL E OS RUMOS DO GOVERNO ESTADUAL E FEDERAL. OS DEPUTADOS E SENADORES, DECIDEM AS LEIS, O ORÇAMENTO, AS COMISSÕES DE ESTUDOS PARA POLÍTICAS PÚBLICAS E REFORMAS NA CONSTITUIÇÃO, INTERFERINDO DIRETAMENTE TANTO NA INFRAESTRUTURA SOCIAL COMO NA SUA MORAL. JÁ OS PODERES EXECUTIVOS, ACABAM ADMINISTRANDO DIRETAMENTE O ORÇAMENTO, A POLÍTICA E A AGENDA PÚBLICA NO PAÍS. PORTANTO, UMA DATA FUNDAMENTAL PARA PODERMOS RENOVAR O PODER POLÍTICO, E COLOCARMOS PESSOAS SEGUNDO NOSSA COSMOVISÃO, QUE PODERÁ COM MAIS SUCESSO E CAMINHO TRAZER A PAZ E A ORDEM NA SOCIEDADE.

"Mas escolha dentre todo o povo homens capazes, tementes a Deus, dignos de confiança e inimigos de ganho desonesto. Estabeleça-os como chefes de mil, de cem, de cinqüenta e de dez. Eles estarão sempre à disposição do povo para julgar as questões. Trarão a você apenas as questões difíceis; as mais simples decidirão sozinhos. Isso tornará mais leve o seu fardo, porque eles o dividirão com você." (Êxodo 18:21,22)

"Para governar Jerusalém encarreguei o meu irmão Hanani e, com ele, Hananias, comandante da cidade forte, pois Hananias era íntegro e temia a Deus mais do que a maioria dos homens." (Neemias 7:2)

"Portanto, é necessário que escolhamos um dos homens que estiveram conosco durante todo o tempo em que o Senhor Jesus viveu entre nós, desde o batismo de João até o dia em que Jesus foi elevado dentre nós às alturas. É preciso que um deles seja conosco testemunha de sua ressurreição". Então indicaram dois nomes: José, chamado Barsabás, também conhecido como Justo, e Matias." (Atos 1:21-23)

"Irmãos, escolham entre vocês sete homens de bom testemunho, cheios do Espírito e de sabedoria. Passaremos a eles essa tarefa" (Atos 6:3)

ORAÇÃO: "Senhor dê-nos sabedoria para compreendermos a tua palavra para assim abençoar a nossa nação e lutarmos para que nossas autoridades sejam dignos e piedosos, oramos em Nome de Jesus".

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

1 Um sistema participativo que englobava a participação de toda comunidade de fé, desde 12 príncipes, que eram eleitos pelas suas tribos, que dirigiam por assembleia os rumos da política e da defesa de Israel, como pelo conjunto de 70 juízes divididos nas tribos, que que julgavam pequenas e medias causas, e instruíam o povo segundo a lei de Deus. E foram escolhidos por serem tementes, verdadeiros e não apegados ao dinheiro. Você tinha até Reunião de toda congregação que se reunia em frente ao tabernáculo, em casos de eventos religiosos, revelação da lei, da vontade de Deus e condenações importantes. Por fim, o sistema religioso, organizado pelos descendentes de Levi, que eram publicamente apresentados e dedicados para seu serviço em assistir os sacerdotes (8.5-26). Já os sacerdotes, descendiam dos filhos de Arão e seus filhos, que eram santificados para o serviço e instalação dos ritos no tabernáculo e nas cerimônias para os levitas. (HARRISON. R. K. Tempos do Antigo Testamento: Um Contexto Social, Político e Cultural. Rio de Janeiro, CPAD, 2010. p. 149; SCHULTZ, Samuel J. A História de Israel no Antigo Testamento: Um exame completo da História e Literatura do Antigo Testamento. São Paulo; Editora Vida Nova, 2009. p. 34, 49 e 50).

2 VOGELIN, Eric. História das Ideias Políticas: Volume I. Helenismo, Roma e o Cristianismo Primitivo. São Paulo. É Realizações, 2012, p.147.

3 Por isso afirma: “Quando alguém cai doente, pode contar com visitas regulares e até nos melhores dos casos, encontrar um lugar tranquilo para se recuperar. Na hora de interrogatórios pelas autoridades, os cristãos se dão mutuamente apoio moral. Procuram ativar sua coragem por ocasião [...] atitudes hospitalidades por parte dos grupos e indivíduos. Há um serviço de visitas aos presos, e em certos casos um amparo psicológico para os que, desesperados tentam suicídio. Assim comunidade cristã local vira, no dizer de Hermas um “salgueiro” que protege muita gente, cristãos, pagãos, na amplitude de sua sombra. Eis o segredo do Cristianismo”. (HOORNAERT, Eduardo. Cristianismo: As comunidades cristãs dos primeiros séculos in História da Cidadania. Carla Bassanezi Pinsky e Jaime Pinsky Org. São Paulo; Editora Contexto. p. 89 - 90). As Origens da Adoração Cristã: O caráter da devoção no Ambiente da Igreja Primitiva. São Paulo; Vida Nova, 2011. p. 48 – 49)

Pagina 1 de 16

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg