E entrando o anjo onde ela estava disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo". (Lucas 1.28 - ARA*) 

Maria era uma jovem virgem simples de uma pequena aldeia do interior da Galiléia. Maria estava prometida em casamento a José. Mas antes de ter relações com José, achou-se grávida pelo Espírito Santo (Mateus 1.18). José seu esposo sendo homem justo e não querendo expô-la a desonra pública planejou deixá-la secretamente. 

O noivado judaico na época era um compromisso tão importante que os noivos passavam a se tratar como marido e esposa; mas a lei proibia qualquer relação sexual antes do casamento. O noivado só poderia ser desfeito por infidelidade, que era punido com repúdio público e apedrejamento. 

Maria recebe a visita do anjo Gabriel informando que ela foi escolhida para gerar o filho do Altíssimo, mas Maria responde ao anjo: Como será isso, pois não tenho relação com homem algum, então: 

“Respondeu-lhe o anjo: descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado filho de Deus”.  (Lucas 1.35)

Qual foi a atitude de Maria perante as circunstâncias? Uma gravidez antes de seu casamento; o noivo; o risco de ser apedrejada; ser repudiada pela sua família e pela sociedade.

Maria conservara o coração cantando a despeito de todas estas circunstâncias. Por quê? 

Porque ela recebeu pela fé a alegria que vem do Senhor, o poder do Alto a envolveu fazendo com que ela declarasse ao Senhor: 

“Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor,   e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador  porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada, Porque o Poderoso me fez grandes coisas. “Santo é o seu nome.” (Lucas 1.46-49) 

Ser mãe é receber o dom divino de gerar uma vida! Mas muito mais do que isso ser mãe é ter o dom do amor incondicional. Muitas mulheres não puderam gerar um filho fisicamente, porém são capazes de amar mesmo não vendo nascer: As mamães do coração!

Parabéns a todas as mamães! pela graça divina de conceber uma vida, tanto em seu ventre como no coração. 
Louve a Deus com este cântico que diz: 
Tua alegria em minha vida 
Me fortalece a cada novo dia 
Tua alegria em minha vida 
Recebo dela hoje, agora. 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

*Almeida Revista e Atualizada.

*Esta mensagem está sendo repostada.