Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Não Viva Por Sinais!

Publicado: Domingo, 10 Dezembro 2017 08:17

"Jesus foi por toda a Galileia, ensinando nas sinagogas deles, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças entre o povo. Notícias sobre ele se espalharam por toda a Síria, e o povo lhe trouxe todos os que estavam padecendo vários males e tormentos: endemoninhados, epiléticos e paralíticos; e ele os curou. Grandes multidões o seguiam, vindas da Galileia, Decápolis, Jerusalém, Judéia e da região do outro lado do Jordão." (Mateus 4:23-25)

Jesus atraia multidões. O que atraia estas multidões era o que Ele fazia: cura, milagres, libertação. Nenhum religioso ou “profeta” daquela época poderia realizar. Sua fama se espalhou pelo mundo. Naturalmente todos os enfermos começaram a seguir Jesus, talvez não para ouvir seus ensinamentos, mas para serem curados!

No mundo midiático existem pessoas procurando algo espetacular, algo emocionante. E também há pessoas que buscam a Deus com base naquilo que Ele pode dar. Isto é atraente num mundo tão caótico, tão cheio de tristeza, injustiça, desigualdade.

Na verdade, é que Deus dá!!

Deus amou tanto o mundo que deu seu filho Jesus, para que todos que Nele creiam tenham vida eterna. (João 3.16). Jesus dá esperança. Ele dá a paz. Ele dá alegria. Ele dá amor. Jesus cumpre todas Suas promessas, Ele não é homem para que minta. 

Mas aqui está um problema: Ele não promete uma experiência emocional. Claro que quando encontrei Jesus tive uma conversão inclusive a nível emocional, e dificilmente alguma outra experiência superará este encontro. O problema está quando construímos nossa fé apenas sobre o plano emocional e espetacular. Deus nunca nos prometeu uma experiência emocional contínua.

"Porque vivemos por fé e não pelo que vemos." (2 Coríntios 5.7). "Porque o justo viverá pela sua fé." (Habacuque 2.4 b) 

Não viva por “sinais”! Viva pela fé no filho de Deus!

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

Deus, Por que Me Abandonaste?

Publicado: Domingo, 03 Dezembro 2017 00:28

"Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste? Por que estás tão longe de salvar-me, tão longe dos meus gritos de angústia? Meu Deus! Eu clamo de dia, mas não respondes; de noite, e não recebo alívio!" (Salmos 22:1,2)

A dúvida faz parte da vida; porque na vida nos deparamos com várias dúvidas, questionamentos, incertezas. A dúvida causa medo e o medo paralisa. 

Não penso que questionar a Deus represente dúvida da sua existência. Mas podemos dizer: “Senhor, não entendo, o porque fez (isso e isso...) Por que Senhor?” 

Ao ler este salmo o salmista exclamou: Meu Deus, por que me abandonaste? De noite e de dia não há resposta. 

Jesus perguntou: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? (Mateus 27.46) Então não é errado perguntar “Por que Deus?”. Porém não espere necessariamente uma resposta. Talvez Ele responda, mas talvez na maioria das vezes Ele não vai lhe dar resposta alguma.

Jesus lutou com a vontade de Deus no jardim do Getsêmani, sob forte pressão, mas Ele disse: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a Tua. (Mateus 26.42) 

A chave para compreendermos esta dúvida está na resposta de Jesus.  

Chegará um tempo que diremos: Tudo bem Senhor eu farei isso. Apesar de não sentir a mínima vontade vou fazer. Apesar de achar que não seja uma boa ideia. Vou fazer, porque Tu me disseste: 

"Confia em Mim de todo seu coração, não se baseie no seu próprio entendimento. Reconheça que Eu estou dirigindo teus passos, então endireitarei os seus caminhos." (parafraseado Provérbios 3.5-7) 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

 

Espero Em Ti!

Publicado: Domingo, 19 Novembro 2017 09:14

“O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.” (Salmo 30:5) 

O caminho é parte integrante da nossa vida. 

As Escrituras apontam que a vida é feita através de ciclos, tempos determinados para vencermos desafios. Ao final de cada ciclo surgem dois caminhos... se não conseguimos vencê-lo, repetimos todo este ciclo novamente. 

Moisés levou 40 anos para cruzar o Sinai e chegar a terra prometida. O texto sagrado fala que apenas 600 mil homens cruzaram o mar vermelho, mas foram 3 milhões que partiram do Egito. Todos viram o Mar Vermelho se abrindo, o pão do céu, viram muitos milagres, mas mesmo assim não acreditaram em Deus. 

Assim como este povo há pessoas que nunca conseguem sair do mesmo ciclo... são sempre os mesmos problemas, as mesmas circunstâncias, as mesmas “ladainhas” nada muda! 

Podemos sentir que é desta maneira que estamos andando vagando num deserto; porque não conseguimos compreender e corresponder com as expectativas de Deus em nossa vida. Precisamos nos dispor as mudanças que Deus queira operar em nosso temperamento, atitudes, palavras, aprender a renovar à nossa maneira de pensar, de enxergar a vida, o mundo, as pessoas. 

Quando nos sentimos felizes por alcançar um feito, ocultamos ainda que não intencionalmente algumas partes difíceis que enfrentamos até chegarmos lá. Esquecemos das circunstâncias, dos desafios que foram aqueles momentos. 

Por outro lado, se resultado foi negativo, tudo se torna péssimo. As conquistas e as alegrias ficam diminuídas. Esquecemos de como Deus atuou com poder em todos os ciclos que já vivenciamos. 

Ninguém muda quando está tudo bem! 

Precisamos dos desafios para o nosso crescimento. Precisamos das tempestades da vida para enxergamos o quanto somos frágeis e completamente dependentes da Graça Maravilhosa de Deus! 

Em que ciclo da vida você está? Em que você precisa mudar? O fim do deserto depende de você! 

“Todavia, como está escrito: "Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam"; ”Sonda-me Senhor e conhece os meus pensamentos, vê se há em mim algum caminho mau, e me guia ao caminho eterno. Oro no nome de Jesus. ((parafraseado Salmo 139.23-24) 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

Teu Amor Me Achou!

Publicado: Sábado, 02 Dezembro 2017 00:04

"Mas o Senhor protege aqueles que o temem, e os que firmam a esperança no seu amor, para livrá-los da morte e garantir-lhes vida, mesmo em tempos de fome. Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu santo nome. Esteja sobre nós o teu amor, Senhor, como está em ti a nossa esperança." (Salmos 33:18-22 - NVI*)

Algumas palavras hoje anseiam a maioria das almas, elas estão nestes versículos acima:

Proteção, Esperança, Amor, Vida, Auxílio, Alegria...Essas palavras podem torturar a nossa alma e nos levar para um estado de frustração e depressão por não tê-las.

No entanto, podemos encontrá-las todas no mesmo lugar e na mesma pessoa, no SENHOR...Quanto mais próximos dos seus cuidados, assim como uma criança deposita toda sua confiança em seus pais ou numa figura de confiança, que seja responsável por ela.

É muito difícil permanecer neste estado de total dependência do Senhor, pois nos sentimos muitas vezes suficientes.

Necessário é ter um relacionamento de amor e amizade com o Senhor, tente novamente e quantas vezes forem necessárias, não desista!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.

*Nova Versão Internacional.

Pagina 1 de 38

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg