"Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos; porque os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou dos atos iníquos que ela praticou. Dai-lhe em retribuição como também ela retribuiu, pagai-lhe em dobro segundo as suas obras e, no cálice em que ela misturou bebidas, misturai dobrado para ela. O quanto a si mesma se glorificou e viveu em luxúria, dai-lhe em igual medida tormento e pranto, porque diz consigo mesma: Estou sentada como rainha. Viúva, não sou. Pranto, nunca hei de ver! Por isso, em um só dia, sobrevirão os seus flagelos: morte, pranto e fome; e será consumida no fogo, porque poderoso é o Senhor Deus, que a julgou." (Apocalipse 18. 4-8)

É importante que leiam o capítulo 18 inteiro, para que vejam do início ao fim, o que o autor está dizendo. No entanto quero chamar a sua atenção em especial de uma palavra, a luxúria.

Significado Luxúria: Luxúria é um substantivo feminino com origem no latim luxuriae e significa lascívia, libertinagem, concupiscência, sensualidade. A luxúria vista como um vício é o oposto da castidade, e é vista como uma satisfação desregrada dos desejos sexuais. Para muitas pessoas, a lúxuria tem uma conotação negativa, porque indicam que usar a capacidade sexual sem a razão causa o desprestígio das características únicas da sexualidade. Vários autores também afirmam que a luxúria prejudica o desenvolvimento harmonioso da personalidade, porque atua como uma força contrária em relação à dignidade do ser humano.

Um modo de viver desregrado, satisfazendo os prazeres da carne sem nenhum limite, decência, consciência, sem regras. Quando vivemos desta forma, não respeitamos nosso corpo, alma e espírito e muito menos respeitamos o outro, pois usamos outras pessoas para satisfazê-los, e assim o sentimento de outro ser humano poderá ser machucado.

Sendo assim, percebemos que é um modo de vida egoísta, individualista, que não importa o que virá a acontecer, quero viver o agora, o que importa é ser "feliz" a qualquer custo, mesmo que eu tenha que esmagar o que e quem venha contra minha vontade. 

Cuidado! Vigie! Ore! Olhe para o alto! Olhe para Jesus!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.