"Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto, juntamente com todos os santos de toda a Acaia:" (2 Coríntios 1:1)

"Pois eu lhes escrevi com grande aflição e angústia de coração, e com muitas lágrimas: não para entristecê-los, mas para que soubessem como e profundo o meu amor por vocês." (2 Coríntios 2:4)

"Nos últimos dias acontecerá que o monte do templo do Senhor será estabelecido como o principal entre os montes; e se elevará acima das colinas, e os povos a ele acorrerão." (Miquéias 4:1)

"Reúna suas tropas, ó cidade das tropas, pois há um cerco contra nós. O líder de Israel será ferido na face, com uma vara." (Miquéias 5:1)

"Ele fez o que o Senhor aprova, mas não como Davi, seu predecessor. Em tudo seguiu o exemplo do seu pai Joás. Contudo, os altares não foram derrubados; o povo continuava a oferecer sacrifícios e a queimar incenso neles." (2 Reis 14:3,4)

Notamos uma diferença aqui nestes textos, na história da vida de Paulo que fora escolhido pela vontade de Deus, tornando-se um servo sofredor e doador de seu amor e sua vida pela obra do Senhor e seus irmãos.

Já na história dos reis, o povo clamava por um rei, já não era suficiente o governo de Deus por meio do profeta, assim rejeitaram o governo de Deus. Sendo assim, os reis sujeitos a suas vontades e intenções egoístas governaram sobre tudo e todos.

A partir dessa reflexão, podemos estabelecer que nosso coração precisa se conectar com a vontade e os desígnios de Deus, para que nosso legado seja de fato significativo e glorifique a Deus com nossos atos.

Peça ao Senhor que isso aconteça!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.