"Portanto, se vocês obedecerem fielmente aos mandamentos que hoje dou a vocês, amando o Senhor, o seu Deus, e servindo-o de todo o coração e de toda a alma,...Gravem estas minhas palavras no coração e na mente; amarrem-nas como sinal nas mãos e prendam-nas na testa. Escrevam-nas nos batentes das portas de suas casas e nos seus portões, para que, na terra que o Senhor jurou que daria aos seus antepassados, os seus dias e os dias dos seus filhos sejam muitos, sejam tantos como os dias durante os quais o céu está acima da terra. (Deuteronômio 11.13;18-21)

Estamos no início da Era Virtual, onde estamos mais próximos das pessoas, e ao mesmo tempo distantes dos mais próximos em nosso cotidiano. Como assim?

O celular e o computador estão sendo comercializados no Brasil desde 1990, ou seja, a quase 30 anos, no entanto, no início desta comercialização, estes aparelhos eram muito caros e poucas pessoas tinham o acesso a eles, demoraram alguns bons anos para que estes aparelhos se tornassem populares.

Este processo virtual tem na verdade tornado as relações mais frias, pois o diálogo pessoal tornou-se pouco acessível, é mais fácil, prático e rápido o contato virtual.

As famílias estão sendo drasticamente afetadas, especialmente crianças e adolescentes, pois os pais estão cada vez mais estressados e não estão investindo tempo de qualidade na vida de seus filhos.

Eu trabalho na área de educação e percebo que os pais não conseguem acompanhar os filhos numa simples tarefa para casa, não estão disponíveis para este momento que nunca mais terão com seus filhos.

Estes pequenos detalhes revelam muito quem os pais são para os seus filhos, pode até parecer que é bobagem, mas fará uma diferença enorme quando eles começarem a fazer suas próprias escolhas.

O tempo não volta, como Salomão disse em outras palavras, Pare de correr em busca do vento, não dá para pegá-lo, assim, da mesma forma, não perca o seu tempo precioso com vaidades, mas invista o seu tempo em coisas palpáveis, essas sim são importantes. 

Desligue o celular, o computador, a televisão, e olhe para o seu filho, ouça, aconselhe, ensine a palavra de Deus, ajude nas tarefas da escola, brinque com ele, olhe nos olhos, abrace, toque o seu filho com todo carinho e amor!
Acorde deste mundo virtual, Desperte para o que realmente tem valor! Faça o que Deus ordenou nos versículos acima em Deuteronômio!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.