"Não se deixem enganar: "as más companhias corrompem os bons costumes". (1 Coríntios 15:33) 

Nos dias de hoje, os adolescentes estão sempre em ligações  com os seus conhecidos e amigos, através de mensagens no celular e nas redes sociais, nas quais as imagens desempenham agora um papel fundamental. 

Pais fiquem atentos a saúde e segurança de seus filhos. As más companhias existem de fato. Como fazer? 

O caminho mais adequado é abrir as portas de suas casas aos amigos de seus filhos, estabeleça conversas com eles. Embora haja um mito frequente que os jovens não gostam de falar com adultos. Muitos adolescentes são capazes de falar com pais de seus amigos sobre muitos temas. A abertura de sua casa pressupõe disponibilidade dos mais velhos na tentativa de conhecer seus amigos. 

Minha casa sempre estava cheia dos amigos de meus filhos. Muitas vezes ouvi que eles não tinham por parte de seus pais, o diálogo, o sentar na mesa para uma refeição, o aconchego de família. 

A Bíblia já ensina que a aprendizagem se dá por meio de contato e convivência com os outros “andando pelo caminho”. 

"Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar." (Deuteronômio 6:7) 

Pais falem de forma aberta sobre as suas preocupações em relação as más companhias, ensinem através da Palavra de Deus. Seus filhos irão compreender que seus receios  tem razão de ser. 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.