"Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. ​Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando. ​Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer". (João 15.13-15 - JFA-RA*) 

Não nos tornamos amigos de alguém que não admiramos, que não vemos qualidades que podemos alcançá-las estando próximos desta pessoa para se tornar parecida com ela.

A amizade acontece na admiração, no convívio e também nas afinidades.

Comparando esta relação com o nosso relacionamento com Jesus, podemos constatar que sim, podemos querer ser amigos de Jesus porque o admiramos, porque convivemos com suas palavras e suas histórias, mas ter afinidades com Jesus? Como isso poderia ocorrer, nós pecadores tão distantes de nos parecer com Cristo...

Aqui esta afinidade ocorre no propósito, o nosso propósito é fazer a vontade do Pai, e Jesus fez e faz a vontade do Pai!

Que a nossa relação de amizade possa crescer com Jesus, à medida do quanto buscamos fazer a vontade do Pai, que sejamos mais parecidos dia após dia com o nosso melhor amigo.

Cristo você é o meu melhor amigo! O meu maior anseio é alcançar Você! 

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.

*João Ferreira de Almeida - Revista e Atualizada.