Falaremos sobre a frase simples no grego koinê. Observe:

ὀ ἀπόστολοςλέγειτὸνλόγον.

O apóstolo fala a palavra.

Nesta frase, existem três partes principais: o sujeito, o verbo e o objeto. O sujeito é ‘ὀ ἀπόστολος’ (o apóstolo) a pessoa que faz alguma coisa; o verbo é ‘λέγει’ (fala) a palavra que indica a ação que é feita pelo sujeito; e ‘τὸνλόγον’ (a palavra) é o objeto, a coisa feita ou afetada pela ação do sujeito com o verbo.

Mas preste atenção, na nossa língua, o português, costumamos identificar o sujeito da frase, por este estar no começo da frase antes do verbo, enquanto que o objeto, o identificamos, por estar depois do verbo, no fim da frase.

No grego não é assim, pois é a terminação que determina claramente quem é o sujeito e quem é o objeto, independente da ordem da frase. Geralmente a terminação na palavra grega ‘-ος’ indica um sujeito e ‘-ον’ indica um objeto.

Desta forma tanto faz escrever no grego: 

Assim: ὀ ἀπόστολοςλέγειτὸνλόγον.  

Ou:       τὸνλόγονλέγει ὀ ἀπόστολος

O significado é o mesmo, e na tradução em português, fica melhor se colocado na ordem sujeito-verbo-objeto. Por isso, quando se lê uma sentença no grego é necessário lê-la até o fim, identificando e estando alerta para as terminações que indicam o sujeito e o objeto.

Referência Bibliográfica: Aprenda o Grego do Novo Testamento: Curso Completo para se ler o Novo Testamento na Língua Original” de John H. Dobson, da Editora CPAD. pgs. 41-42

Texto: Thiago G. Vicente