Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Estudo Das Mulheres - Série: Jesus E As Mulheres No Evangelho De Lucas - Parte V

Publicado: Quinta, 07 Dezembro 2017 20:53

A mulher da dracma –  Perdida dentro de casa? 

"Ou, qual é a mulher que, possuindo dez dracmas e, perdendo uma delas, não acende uma candeia, varre a casa e procura atentamente, até encontrá-la? E quando a encontra, reúne suas amigas e vizinhas e diz: ‘Alegrem-se comigo, pois encontrei minha moeda perdida’." (Lucas 15:8,9)

Uma dracma era o pagamento de um dia de trabalho. Jesus direciona esta parábola a uma mulher que perdeu algo valioso dentro da própria casa. Não era comum mulheres trabalharem naquela época. Portanto, para ganhar dez dracmas foi necessário um sacrifício desta mulher, ou de alguém que lhe ofereceu esta quantia. 

A dracma que a mulher havia perdido em sua própria casa, ninguém melhor que ela, para saber o que fazer para encontrá-la. O Lar é um lugar onde revelamos os nossos defeitos, fraquezas e com o passar do tempo o comodismo e a preguiça tomam conta da casa.  

Aquela mulher por algum descuido perdeu a dracma dentro de sua casa. Significa que podemos perder o que temos de maior valor dentro do lar. Talvez o amor, a alegria, um filho nas drogas, um marido envolvido com outra pessoa.  

A casa estava muito escura foi preciso acender a candeia; e suja, tanto que houve necessidade de limpá-la para encontrar a moeda.  Sua casa se encontra escura? Qual o lixo que tem se acumulado? 

Devemos buscar diligentemente pela dracma perdida, em nossa casa, em nosso interior. Muitas vezes os nossos se encontram perdidos dentro do nosso próprio lar. Precisamos tomar a decisão de enfrentar obstáculos, como esta mulher enfrentou a escuridão, a sujeira para resgatar a sua dracma perdida. 

A alegria daquela mulher ao encontrar o que havia perdido foi tamanha que ultrapassou os limites de sua casa, ela convidou os vizinhos para celebrarem com ela a restauração de seu lar. 

Qual é a sua dracma perdida? 
A palavra de Deus é luz que dissipa as trevas restaurando o que se encontra perdido. A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. (Salmos 119:105

Estudo Das Mulheres - Série: Jesus E As Mulheres No Evangelho De Lucas - Parte IV

Publicado: Quinta, 30 Novembro 2017 03:00

Ana – uma mulher da terceira idade! 

"Estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era muito idosa; havia vivido com seu marido sete anos depois de se casar e então permanecera viúva até a idade de oitenta e quatro anos. Nunca deixava o templo: adorava a Deus jejuando e orando dia e noite. Tendo chegado ali naquele exato momento, deu graças a Deus e falava a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém." (Lucas 2:36-38)

Este capítulo narra a ocasião em que Jesus depois de circuncisado segundo a lei de Moisés é levado ao templo para ser apresentado a Deus. 

Além de Simeão um homem justo que recebera a promessa de ver o Salvador antes de sua morte (vs 26), estava também no templo a profetisa Ana viúva de 84 anos de idade. 

Nos tempos de Jesus, as viúvas não tinham uma vida fácil. Muitas vezes eram abandonadas e até mesmo exploradas para pedir esmolas. Mas a despeito destas dificuldades, Ana na terceira idade se dedicou a servir e adorar a Deus em jejum e orações intermitentes! 

A palavra de Deus diz que os justos crescerão plantados na Casa do Senhor. (salmo 92.12,13) 

Todavia chegando a terceira idade; Deus nos dá esta promessa maravilhosa: "Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes, para proclamar que o Senhor é justo. Ele é a minha rocha; nele não há injustiça." (Salmos 92:14,15)

A velhice havia chegado na vida de Ana, 84 anos, mas a idade não representava dificuldade ou desculpas em sua vida! 

Ana estava ainda dando fruto, viçosa, verdejante. Ana chegou junto a Simeão naquela hora para ser uma testemunha fiel de Jesus Cristo (vs38) E tudo isso nos seus quase 90 anos! 

Claro que a terceira idade pode carregar algumas dificuldades, mas Ana deu o exemplo que algumas limitações da idade não a impediam de orar, jejuar, interceder e sobretudo anunciar a todos que o Senhor é reto e Nele não há injustiça! 

E você mulher tem vida de oração? Vamos louvar a Deus com este cântico? 

"Eu quero ser como um jardim fechado 

Regado e cuidado pelo teu Espírito 

 Flua em mim como um manancial 

Do meu interior com águas vivas 

Restaura meu ser, para seu louvor." (Manancial – Ana Paula Valadão) 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

Estudo Das Mulheres - Série: Jesus E As Mulheres No Evangelho De Lucas - Parte III

Publicado: Quinta, 23 Novembro 2017 03:00

A PRATICANTE: MARIA X A OCUPADA: MARTA 

"Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra. Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! " Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada". (Lucas 10: 38-42 - NVI*) 

O ambiente da casa de Marta foi o qual Jesus escolheu para dar continuidade aos seus ensinos para todos os que desejassem fazer parte desta comunidade e viver em obediência a Ele. Jesus era o centro daquela reunião. 

Aproximava-se a hora em que Jesus seria morto e ressuscitaria, porém, muita coisa ainda deveria ser feita: cura, ensino, consolo, pregação, hospitalidade; os discípulos teriam que aprender a fazer tudo isso, não somente os doze. 

Se olharmos o texto nesta perspectiva, descobrimos alguns detalhes na vida destas duas irmãs. Jesus amava esta família (João 11.5) Marta, Maria e Lázaro. Porém Marta discípula de Jesus não era prática. Maria era prática, ela ouvia Jesus para que soubesse o que fazer e como fazer. 

Marta, porém, não ouvia Jesus, estava ocupada com muitas coisas! Jesus estava em sua casa para capacitá-la a seguir adiante nos dias em que já não estaria presente. 

Você já se sentiu assim? Preocupada com tantos compromissos? 

Nós mulheres geralmente falamos mais do que escutamos, estamos sempre “plugadas” em casa, filho, escola, trabalho, redes sociais porque sempre estamos fazendo muitas coisas... Talvez até estamos fazendo as coisas certas, mas da maneira errada.  

Jesus advertiu Marta que em primeiro lugar devemos nos aquietar. Ouvir aquilo que nunca nos será tirado a Palavra de Deus, a melhor parte do seu dia! 
"Faze-me ouvir pela manhã da Tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho que devo andar, porque a ti elevo a minha alma." (Salmos 143:8 - ARA**) 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

*Nova Versão Internacional.

**Almeida Revista e Atualizada.

Pagina 1 de 29

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg