Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Não Tenha Medo De Gigantes

"Vimos também os gigantes, os descendentes de Enaque, diante de quem parecíamos gafanhotos, a nós e a eles". (Números 13.33 - NVI*)

Como você enxerga os obstáculos em sua vida?

Moisés havia enviado doze espias a terra de Canãa (Números 13.17-21) para observar como era a terra. Ao cabo de quarenta dias retornaram da exploração da terra. E deram o seguinte relatório a Moisés:

"Entramos na terra à qual você nos enviou, onde manam leite e mel! Aqui estão alguns frutos dela. Mas o povo que lá vive é poderoso, e as cidades são fortificadas e muito grandes. Também vimos descendentes de Enaque. (Gigantes). (Números 13.27 - 28)

Estamos diante de dois temas: Deus e o mundo! Estes dois assuntos temos que conhecer profundamente para fazer o que Deus nos chama para fazer.

As aparências enganam! Quando nosso foco está na visão natural temos a tendência a achar que Deus não está agindo e o subestimamos e acabamos por engrandecer o mal e achar que ele está no controle.

Este foi o erro dos dez espias engradecer o mal e subestimar a Deus. Eles viram que a terra era boa e tinha frutos em abundância, mas havia um problema: Gigantes! Quando colocaram sua visão nos gigantes e depois para si mesmos se viram como gafanhotos.

O grande erro deles foi olhar para os gigantes e não para Deus. O gigante deste mundo não pode nos apavorar se mantivermos nossos olhos em Deus e colocarmos nossa confiança Nele.

Quando damos a Deus o lugar legítimo da nossa vida sabemos que podemos superar qualquer obstáculo à nossa frente!

Apenas Josué e Calebe acreditaram que Deus é maior do que qualquer gigante: “O Senhor está conosco. Não tenham medo dele” (Números 14.9)

Não esteja ao lado daqueles que só olham suas limitações quando enfrentam gigantes. Decida ficar ao lado daqueles que olham a Deus e acreditam que estes podem ser destruídos.

"A que conclusão, pois, chegamos diante desses fatos? Se Deus é por nós, quem será contra nós?" Romanos 8.31
"Senhor me perdoa por todas as vezes em que me falta a fé e o medo toma conta do meu coração. Que eu possa agora estar confiante que a minha vida pertence a Ti. Crendo que o Senhor é quem luta por mim. Que os meus olhos sempre estejam em Ti Senhor. Oro no nome de Jesus".

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

*Tradução: Nova Versão Internacional.

Aprendendo a Orar Com Jesus: Paixão (Parte III)

Estamos fazendo uma série de Estudos que retratam as práticas e o ensino da oração de Jesus evidenciado nas escrituras. Estamos na primeira parte, que retrata a prática oração. Então, hoje, retrataremos a 3 mensagem, que indica a oração em meio sofrimento e paixão de Cristo.

A Oração de Cristo, também fazia parte dos momentos mais difíceis e dolorosos, como o seu caminho para a Paixão. Orando no Getsêmani, estava se preparando para suportar a morte e assumir todos os pecados da humanidade, por isso Cristo suou sangue, pela pressão que sentia, contudo conseguiu sobressaí-la em oração:

“Pai, se queres, afasta de mim este cálice; entretanto, não seja feita a minha vontade, mas o que Tu desejas! Foi então que apareceu-lhe um anjo do céu que o encorajava.  E, em grande agonia, orava ainda mais intensamente. E aconteceu que seu suor se transformou em gotas de sangue caindo sobre a terra”. (Lc. 22. 42-44 – KJA).

E crucificado ora três vezes. Primeiro pelo perdão aos guardas que sorteavam suas vestes:

“Apesar de tudo, Jesus dizia: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo! A seguir, dividiram entre si as vestes de Jesus, tirando sortes” (Lc. 23. 34 – KJA).

Segundo clamando a presença de Deus, já que a presença do Pai o deixará, por ter assumido o pecado da humanidade:

“E, por volta das três horas da tarde, Jesus clamou com voz forte: “Eloí, Eloí, lamá sabactâni?”, que significa “Meu Deus, Meu Deus! Por que me abandonaste?”

E a terceira quando entrega seu espirito ao Pai:

“Então, Jesus bradou com voz forte: “Pai! Em tuas mãos entrego o meu espírito”. E havendo dito isto, expirou”.  (Lc. 23.46 - KJA).

Desta forma demonstramos como em todas as parcelas da vida de Jesus, ele orava, pois não passava um momento de oração apenas, mas sua vida era um relacionamento constante com o Pai, por isso o autor de Hebreus afirmava que:

“Durante seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em clamor e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, tendo sido ouvido por causa da sua reverente submissão” (Hebreus 5.7 – KJA).

Texto: Lucas Vicente

* Tradução: King James Atualizada.

** Tradução: Almeida Corrigida e Fiel.

 

Crianças: Pais Existam Para As Crianças!

“Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar”. (Deuteronômio 6:5-7 - NVI*)

Pais vocês precisam existir para as crianças, elas precisam enxergá-los, como alguém que as ajude, alguém que dê importância e significado para elas.

As coisas em nossa casa muitas vezes chegam no limite, tudo fora do lugar, assim percebemos um alerta vermelho, precisamos parar e entender o que está acontecendo, precisamos parar e reconhecer o que está havendo em nosso interior, para assim podermos compartilhar com nossa família, o mesmo time, um ajudando e reconhecendo os limites e respeitando as falhas, pedindo perdão e perdoando!

Lembre-se estamos todos vivos, aprendendo, ensinando, somos aprendizes uns dos outros! PARE E RESPIRE!

Vamos respirar Fundo?
ORE: "Pai nos ensine e nos ajude a sermos bons pais".

Retirado do vídeo: Existir para as crianças (Psicóloga Daniella Freixo Faria).

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.

*Tradução: Nova Versão Internacional.

A Vida Diária nos Tempos de Jesus

Jesus viveu a maior parte de sua vida em Nazaré, já que tinha voltado do Egito por volta de 6 a 9 anos. Já que não sabemos ao certo qual foi a data da Morte de Herodes o Grande, se foi no ano 1 d.C. ou no ano 4 d.C. Sendo assim Jesus viveu cerca de 24 a 21 anos na cidade de Nazaré na Galileia. A região da galileia segundo o Arqueólogo Horsely havia em torno de mais ou menos 200 aldeias de em média 300 habitantes, diferindo dos escritos de Josefo que demonstrava que havia 238 cidades. Nesta região haviam duas grandes cidade Tiberíades e Séforis, a primeira construída por Antipas e a segunda reconstruída com toda glória que uma cidade romana poderia ter. E mais três ou quatro pequenas cidades, como Cafarnaum.

Leia mais aqui

Estudo das Mulheres da Bíblia

Vamos comparar em um relacionamento marido e mulher. Quanto mais o casal se conhece, mais vai tendo intimidade, sabe como agradar ao parceiro. E na vida com Deus como funciona? Digamos que da mesma forma. Quanto mais nos esforçamos para conhecê-lo mais intimidade com Deus teremos e saberemos qual a sua vontade, o que lhe agrada e o que lhe entristece.

Porém precisamos nos esforçar para conhecer a Deus para avançarmos em nosso relacionamento com ele. Muitas vezes reclamos que não ouvimos a sua voz mas nem sequer paramos para conversar com Deus, ou ás vezes só falamos e falamos e não paramos para ouvir o que ele tem a dizer.

Leia mais aqui

 
 

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg