Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Atos Dos Apóstolos - Parte VII

"E Saulo estava ali, consentindo na morte de Estêvão. Naquela ocasião desencadeou-se grande perseguição contra a igreja em Jerusalém. Todos, exceto os apóstolos, foram dispersos pelas regiões da Judéia e de Samaria." (Atos 8.1 - NVI*)

D. Rejeição: No término de seu discurso Estevão, ressalta a mudança de mentalidade das autoridades religiosas exortando-as:

a. Homens de Dura Cerviz (vs. 51) termologia usada a geração de israelitas que pereceu no Deserto a caminho do Egito, por não serem ensináveis, preferindo viver por suas próprias vontades (Ex. 33.3-5; 34.9, Dt. 9. 6 e 13) 12 . Sendo o oposto do predicado, coração quebrantado (Sl. 34.18, 51.17. At. 13.22) muito utilizada a Davi e por Davi em Salmos, que engrandece a qualidade de estar sempre pronto a mudar, arrepender e ser transformado13 . Desta forma, o Sinédrio não queira aprender com as revelações de Deus, como deixa claro desde o primeiro julgamento de Pedro e João no Sinédrio, quando reconhecem ato prodigioso de Deus, porém, mesmo assim, não o aceitam, ameaçando-os. (Atos 4. 14 - 21).

b. Incircuncisos de coração e ouvido: A circuncisão tinha o sentido de expurgar todo mal do homem, transformando o coração do homem, mediante a lei (Lv. 26.4; Jr. 9.26)14. No entanto, neste caso e a total falha desta prática, já que o Sinédrio ao invés preferirem o bem, a lei de Deus, preferem seus próprios interesses. Pois como Faraó, resistem a graça de Deus, pois aceita-la seria reconhecer o fim do Templo, e assim do sacerdócio, e também uma nova configuração da lei, e como tal, os discípulos de Jesus, como advogados desta. Levando a constituição do poder político religioso, dos Fariseus e Saduceus aos pedaços, como própria instituição do Sinédrio.

c. Resistindo ao Espírito Santo: Expressão especifica do capítulo 63 de Isaías, vs. 10, em que Estevão toma o tema-chave, que relata as misericórdias continuas de Deus para com seu povo, que mesmo desviando, os perdoa e os salva, mas apesar de tudo se rebelam contra Deus e vontade de seu Espírito, a figura do Sinédrio.15

d. Assassinos dos mensageiros de Deus: A acusação prossegue com uma referência a constante a rejeição da vontade de Deus, e assim expurgando seus mensageiros. Como nos tempos Elias, que só sobraram 400 (I Rs. 19.10), na exortação de Jeremias a Judá que rejeitava a lei de Deus e matava seus profetas (2 Cr. 36.16) e na narrativa de Neemias sobre o desvio do povo de Israel (Ne. 9.26)16. Assim, Estevão acusa, de como o povo de Israel rejeitou a vontade de Deus e matou seus mensageiros, assim os principais líderes fazem o mesmo17 .

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

*Nova Versão Internacional.

Referências Bibliográficas:

12 G.K. Beale e D.A. Carson, op. cit. p.713.

13 Como no caso da exortação de Natã, que aponta diante da corte o adultério de Davi, e mesmo sendo Rei, acolheu a culpa e assumiu o pecado para mudar suas condutas. (2 Sm. 12. 1 – 14. No entanto, poderia ter considerado Natã um falso profeta, e mandado matar, como história de Israel e repleta.

14 G.K. Beale e D.A. Carson, op. cit. p.713.

15 Idem.

16 Idem.

17 TENNEY, p. 217.

Cristo Vive Em Mim!

"Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim." (Gálatas 2:20 - NVI*)

Somos movidos e influenciados pelas pessoas, circunstâncias e notícias que ouvimos, infelizmente somos inconstantes, fracos e estamos sempre em busca de algo que nos preencha e nos dê sentido.

No entanto, devemos diariamente buscar ser preenchidos por aquilo que cremos que é verdadeiro e completo, Jesus Cristo!

A morte de Jesus aconteceu em apenas um evento que durará para sempre, por toda eternidade e por toda a humanidade, entretanto diariamente precisamos nos lembrar de quem nós somos agora, já não somos nós quem vivemos, mas Cristo vive em nós!

Assim, nos movemos por Ele, para cumprir todos os propósitos que Ele designou para cada um de nós, de forma única e individual.
Viva pela fé no filho de Deus hoje e até o último dia, pois Aquele que se entregou por você, Te Amou e Te Ama, até a eternidade!

Texto: Vivian Cristina Thomazinho Vicente.

*Nova Versão Internacional.

Os Sete Pecados Capitais, O Que São? - Parte I

"pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus" (Romanos 3:23)

OS SETE PECADOS CAPITAIS, o que são?

Em primeiro lugar a lista dos SETE pecados capitais não constam na Bíblia Sagrada. A Bíblia fala das obras da carne em Gálatas cinco, do homem afastado de Deus em Efésios e Colossenses, em Provérbios seis de algumas atitudes que Deus abomina. Mas a Bíblia não fala destes sete pecados capitais. 

Esta ideia nasceu no século IV da era cristã. Ao se oficializar o Cristianismo como religião oficial em Roma cessaram as perseguições aos cristãos, porém as perseguições mundanas haviam chegado a ser um elemento inseparável da vida dos cristãos. Os primeiros cristãos viviam princípios diferentes dos da sociedade daquele tempo. Contudo a promiscuidade passou a ser uma realidade dentro da Igreja. 

Percebendo isso alguns homens fugiram para o deserto no Egito, outros para as montanhas e gradativamente foram formando comunidades de monges; surgindo assim o movimento monástico. 

O monge Evágrio Ponto identifica oito pecados que considerava crimes ou as paixões humanas a saber em ordem crescente de importância: 

ORGULHO, VANGLÓRIA, PREGUIÇA, MELANCOLIA, IRA, LUXÚRIA, AVAREZA, GULA. 

Para Evágrio Ponto os pecados tornavam-se piores a medida que tornava a pessoa mais egocêntrica, com o orgulho ou soberba senda o suprassumo desta fixação do homem em relação a si mesmo. Isso o afastaria do Espírito, que é a sua origem em Deus. 

Um dos discípulos de Evágrio, o monge João Cassiano traz esta lista ao Oriente. No século VI o Papa Gregório I ou Gregório Magno modifica e consolida esta lista clássica que vai ser integrada no catolicismo romano. 

Mais tarde alguns teólogos entre eles Tomás de Aquino analisaram novamente a gravidade dos pecados e finalizaram a lista que só se tornou oficial na Igreja Católica no século XII e integrada no catecismo como os sete pecados capitais a saber: 

ORGULHO, INVEJA, IRA, PREGUIÇA, AVAREZA, GULA, LUXÚRIA. 

Mais recentemente em 2008 o Papa Bento XVI publicou uma nova lista de pecados contemporâneos, do mundo moderno, como pecados sociais: 

A manipulação genética, o uso de drogas, a desigualdade social e a poluição ambiental estão entre os novos pecados capitais que foram agregados aos anteriores.  

A Igreja Católica classifica o pecado em: venial considerado como pecado leve e pecado mortal considerado grave. Mas a Bíblia diz: 

"Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor." (Romanos 6.23)  

Portanto não existe uma classificação de pecado: venial ou mortal. Porque pecados capitais? Capitais porque são pecados cabeça que dão origem a outros. Porque discorrer sobre estes pecados? Esta listagem serve como um gabarito de avaliação da nossa conduta moral e espiritual. Aqueles monges no deserto identificaram os instintos, as paixões do ser humano que se afasta da imagem de Deus e se torna a imagem de uma besta. 

Vamos olhar para esta lista no decorrer destas semanas. Na semana que vem falaremos sobre o primeiro pecado capital: O ORGULHO. 

"Aquele que pratica o pecado é do Diabo, porque o Diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo." (1 João 3:8) 

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

A Vida Diária nos Tempos de Jesus

Jesus viveu a maior parte de sua vida em Nazaré, já que tinha voltado do Egito por volta de 6 a 9 anos. Já que não sabemos ao certo qual foi a data da Morte de Herodes o Grande, se foi no ano 1 d.C. ou no ano 4 d.C. Sendo assim Jesus viveu cerca de 24 a 21 anos na cidade de Nazaré na Galileia. A região da galileia segundo o Arqueólogo Horsely havia em torno de mais ou menos 200 aldeias de em média 300 habitantes, diferindo dos escritos de Josefo que demonstrava que havia 238 cidades. Nesta região haviam duas grandes cidade Tiberíades e Séforis, a primeira construída por Antipas e a segunda reconstruída com toda glória que uma cidade romana poderia ter. E mais três ou quatro pequenas cidades, como Cafarnaum.

Leia mais aqui

Estudo das Mulheres da Bíblia

Vamos comparar em um relacionamento marido e mulher. Quanto mais o casal se conhece, mais vai tendo intimidade, sabe como agradar ao parceiro. E na vida com Deus como funciona? Digamos que da mesma forma. Quanto mais nos esforçamos para conhecê-lo mais intimidade com Deus teremos e saberemos qual a sua vontade, o que lhe agrada e o que lhe entristece.

Porém precisamos nos esforçar para conhecer a Deus para avançarmos em nosso relacionamento com ele. Muitas vezes reclamos que não ouvimos a sua voz mas nem sequer paramos para conversar com Deus, ou ás vezes só falamos e falamos e não paramos para ouvir o que ele tem a dizer.

Leia mais aqui

 
 

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg