Mensagem Diária
“ Perdoa as minhas ofensas, assim como tenho perdoado os que me ofenderam”
Mateus 6.12
22
dez
segunda-feira - 22 dezembro, 2014
Bookmark and Share
Ensinando a Nós Mesmos

Tu que conheces a vontade de Deus e aprovas as obras excelentes, porque és instruído pela Lei.  Tu que estás certo de que foi chamado para ser guia de cegos, luz para os que estão na escuridão, mestre dos ignorantes, professor de crianças, porquanto têm na Lei a expressão maior do conhecimento e da verdade.  Pois então, tu que tanto ensinas a outros, por que não educas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas?  Tu, que ensinas que não se deve cometer adultério, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, mas lhes roubas os templos? Tu, que te orgulhas da Lei, desonra a Deus, desobedecendo à própria Lei? Pois, como está escrito: “Por vossa causa, o nome de Deus é blasfemado entre todos os povos!” (Romanos 2. 18 – 23 – KJA*)

As palavras se desbotam e com elas nossa nação se desmancha, pega no ato perverso da ganância. Uma vez que esta mosquinha não segue nichos, mas encontra toda aquele que dá espaço em seu coração, seja homem ou mulher; branco ou negro, católico ou evangélico, de esquerda ou de direita.

Incrível pensar que um país de 90% de cristãos poderia haver tanta desonestidade. Pois ao mesmo tempo que estamos prontos para levantar e apontar o dedo um para o outro, como desculpa desta realidade, esquecemos que essa mosquinha também flutua em nossa mente.

Pensamos que este mal nunca se encobre sobre os nossos passos, não obstante e nele que deveria começar a reflexão. Só podemos começar a mudar nossa realidade, quando nós começarmos com a nossa própria vida.

Como o Apóstolo Paulo ensina os Judeus romanos, que ensinam o caminho, no entanto não procedem do mesmo jeito. Da mesma forma, observamos nosso país, que se acha instrutor e apontador de caminho, contudo não sabe como percorre-lo. Em vista disso, o mundo todo debocha de nossa política, de nosso governo, de nossa cultura.

Pois ao invés de vermos como esta prática esta inculcada na nossa cultura e nosso hábito para expurgamos ela. Preferimos delimita-la somente aos políticos.

Por isso, está na hora de mudarmos está escrita, de refazermos a nossa cultura, começando com as nossas práticas, e como elas falam por si só, inspirando nossos filhos, amigos, parentes, a se portarem segundo uma nova cultura. Para que assim como Nelson Mandela inspirou um país a ser diferente, da mesma forma podemos fazer. Já que como Mandela disse certa vez:

“Se fomos capazes de aprender odiarmos uns aos outros, também somos mais capazes de aprender a amar uns aos outros”. De igual modo, se aprendermos a sermos corruptos, também somos muitos capazes de aprendermos, desde já, sermos honestos, basta começarmos com a nossa própria vida.

Ore: “Senhor nos ajude a mudar a cultura corrupta em nosso país, começando antes de tudo com as nossas práticas. e que elas possam inspirar a nossos filhos, amigos e parentes, a terem uma nova prática social, descolada de toda desonestidade. Pedimos no nome de seu filho Jesus, amém” 

Texto: Lucas Vicente

Tradução: King James Atualizada.

Enviar para um amigo Enviar para um amigo
comentarios via redes sociais
0 comentário
Página 1 de 998 |12345...102030...Última »