Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Os Sete Pecados Capitais, O Que São? - Parte XII

LUXÚRIA - Parte 1

"Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos." (Efésios 5:3)

A palavra Luxúria contém muitos sinônimos que descrevem um mesmo e velho pecado. Há definições do dicionário para três palavras que estão relacionadas:

Luxúria:  lascívia, sensualidade, dissolução, corrupção, libertinagem; 
Lascívia: luxúria, libertinagem, sensualidade; 
Libertinagem: devassidão. É o "ato de viver somente para o prazer próprio, de esbanjar a vida em prazeres tolos ou perversos”. Nas variadas versões da bíblia, há textos onde uma mesma palavra foi traduzida para nosso idioma com uma ou outra destas palavras acima.

Em termos simples luxúria é o apetite desgovernado do sexo. É o pecado que mais domina a sociedade contemporânea. O sexo está esparramado sobre nós. A Bíblia está orientando que entre nós não pode haver nem menção de luxúria, lascívia, libertinagem.

Vivemos numa sociedade que têm valorizado a sexualidade como um dos mais importantes meios de satisfação humana. Nesse sentido, manter uma mente pura é um dos maiores desafios dos cristãos, num mundo onde a todo momento estamos sendo bombardeados por obscenidades e imoralidade sexual.

Nas propagandas sempre há apelo a sexualidade, mulheres seminuas, nas novelas há a prática do adultério, da homossexualidade, vídeos pornográficos veiculam nas redes sociais, piadas, músicas com apelo sensual, a dança, enfim tudo gira em torno da sexualidade, da sensualidade.

Como pessoas que se dizem cristãos podem permanecer nesta prática mundana? Como posso dizer que sou cristão se todo dia ouço músicas mundanas, assisto, compactuo lixo, no celular, no tablet, no computador e a noite vou ao culto louvar a Deus?  Se durante o dia louvei o mundo, o diabo e seus demônios?

"Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam." (Gálatas 5.16-17)

Na próxima semana continuaremos a falar sobre a luxúria.

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

Nossa Herança Educacional - Parte IV

4. Educação Moderna Brasileira:

A educação brasileira está pautado no modelo construtivista e materialista, este modelo tem como base Dewey, percussor da pedagogia “moderna”, influenciado pelo darwinismo social que propõe deixar os alunos construírem suas próprias respostas, já que meio eleva o indivíduo a se adaptar e evoluir. Por isso professores são facilitadores que orientam não dirigi o conhecimento. Na continuidade deste modelo, Jean Piaget desenvolve uma pedagogia que condena a consciência do dever, submissão à autoridade e responsabilidade coletiva, pois é próprio de “civilizações inferiores e de éticas primitivas”. E edifica-se num construtivismo qual postula que “somos meramente organismos que se adaptam ao ambiente, de forma que o único teste de uma ideia é se ela funciona”, visto não haver um padrão universal e absoluto de certo e errado20.

Assim, a Educação brasileira atual procura “varrer para longe os valores tradicionais e dar início a um novo repertório” de valores “racionais” ou “biológicos”. É a busca do “tipo de consciência”, ditada pela associação entre autonomia moral e relativismo conceitual. Resultando num estado de crise educacional, pois se a verdade é relativa, ainda é possível ser um educador sob tais suposições, conduzindo uma preparação medíocre do ensino fundamental a universidade e ao mercado de trabalho e uma sociedade caótica altos índices de violência, corrupção e vício21.

Portanto, o abando os valores tradicionais e conservadores construídos na reforma, conduzem uma sociedade cada vez mais caída fundamentada no seu próprio ego e vontade. Assim a redenção do país começa com o avanço da educação, mas não de qualquer modelo, porém aquele residual e herdado das escrituras que forma o ser de forma integramente, no conhecimento de Deus e de sua prática, na construção do saber para glória de Deus e serviço da comunidade e técnico para o mercado de trabalho22.

Textos: Lucas Guimarães Vicente.

20 MOURA, Roseli Pereira Corrêa. Proposta e Desafio da Educação Cristã: Educação Integral do Ser. FIDES REFORMATA XIII, Nº 2 (2008): 97-111.

21 Idem.

22 Idem. 

Estudo Das Mulheres - Palavras Dão Direção A Sua Vida!

"A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto." (Provérbios 18.21) 

Pesquisa realizada pela revista “Science”, feito por psicólogos dos EUA e do México, revelou que mulheres não falam mais do que homens.  

A média de palavras faladas pelos dois sexos apresenta uma diferença de só 7% (546 palavras por dia). Enquanto os homens falam 15.669 palavras ao dia, as mulheres usam 16.215. A diferença é estatisticamente irrelevante. O livro de Provérbios alerta que a língua é um instrumento que quando adequadamente usado gera vida. Quanto usamos das palavras por dia inadequadamente? 

A boca fala do que está dentro do coração. Nossas palavras têm muito poder. Por sua palavra, Deus criou tudo que existe e suas palavras sempre se cumprem. As palavras afetam nossa vida!  

“Porque pelas tuas palavras serás justificado, e pelas tuas palavras serás condenado.” (Mateus 12.37) 

Segundo as pesquisas falamos cerca de 16.215 palavras por dia. As palavras são instrumentos de poder, segundo Jesus nós seremos julgados pelas nossas palavras. 

Você imagina o poder de 16.215 palavras mal utilizadas por dia?  

O que iremos colher? A Bíblia responde morte! As palavras que dão direção a nossa vida. 

"Pai Amado oro por cada mulher que decidiu usar da língua como instrumento de vida. Coloca sobre nós um anjo em nossa boca para não pecarmos com a língua. Oro no nome de Jesus."

Texto: Mônica Guimarães Vicente.

A Vida Diária nos Tempos de Jesus

Jesus viveu a maior parte de sua vida em Nazaré, já que tinha voltado do Egito por volta de 6 a 9 anos. Já que não sabemos ao certo qual foi a data da Morte de Herodes o Grande, se foi no ano 1 d.C. ou no ano 4 d.C. Sendo assim Jesus viveu cerca de 24 a 21 anos na cidade de Nazaré na Galileia. A região da galileia segundo o Arqueólogo Horsely havia em torno de mais ou menos 200 aldeias de em média 300 habitantes, diferindo dos escritos de Josefo que demonstrava que havia 238 cidades. Nesta região haviam duas grandes cidade Tiberíades e Séforis, a primeira construída por Antipas e a segunda reconstruída com toda glória que uma cidade romana poderia ter. E mais três ou quatro pequenas cidades, como Cafarnaum.

Leia mais aqui

Estudo das Mulheres da Bíblia

Vamos comparar em um relacionamento marido e mulher. Quanto mais o casal se conhece, mais vai tendo intimidade, sabe como agradar ao parceiro. E na vida com Deus como funciona? Digamos que da mesma forma. Quanto mais nos esforçamos para conhecê-lo mais intimidade com Deus teremos e saberemos qual a sua vontade, o que lhe agrada e o que lhe entristece.

Porém precisamos nos esforçar para conhecer a Deus para avançarmos em nosso relacionamento com ele. Muitas vezes reclamos que não ouvimos a sua voz mas nem sequer paramos para conversar com Deus, ou ás vezes só falamos e falamos e não paramos para ouvir o que ele tem a dizer.

Leia mais aqui

 
 

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg