Back to Top

Novo Logo Mensagem Diaria

Estudo Das Mulheres: Briguenta, Chata, Murmuradora?

"Melhor é viver no deserto do que com uma mulher briguenta e amargurada." (Provérbios 21:19 - KJA*)

Você conhece este ditado popular? Antes só do que mal acompanhado.  

Alguns casamentos estão passando por este deserto, causado por conflitos não resolvidos. O problema não é o casamento em si, mas a conduta daqueles que prometem amar uns aos outros até a morte. 

Você já teve em casa alguma torneira pingando? Depois de certo tempo o som do gotejar da água acaba irritando.  

 “O gotejar contínuo no dia de grande chuva e a mulher rixosa são semelhantes; contê-la seria conter o vento, seria pegar o óleo na mão” (Provérbios 27:15-16 - ARA**).  

Se você se enquadra nesta mulher que vive brigando, criticando e reclamando coitado do seu marido, é impossível fazer ou falar alguma coisa para conter o seu gotejar. O autor deste provérbio está ensinando a mudar o seu comportamento. Não queira controlar o seu marido, mas você pode parar de reclamar e provocar brigas! 

O diálogo é a melhor forma de acabar com conflitos. Talvez você não esteja atenta as necessidades do seu marido e procure maneiras erradas de conseguir sua atenção, por gritaria e reclamações. Analise a sua forma de agir, preste atenção na sua maneira de se comunicar com seu marido, seus filhos. Seja honeste e determinada a corrigir maus hábitos.  

O que Deus uniu, não deixe que sua boca separe! 

"Pai Amado coloco diante de ti todas estas mulheres que estão necessitadas de cura interior. Que não saia de suas bocas nenhuma palavra torpe, mas palavras edificadoras e abençoadoras dentro de seu lar. Oro no nome de Jesus." 

Texto: Mônica Guimarães Vicente

* Tradução: KJA - King James Atualizada.

** Tradução: ARA - Almeida Revista e Atualizada.

 

 

TÚNEL DO TEMPO - Dias de Esperança

"Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam". (Salmos 23.3-4 - KJA).

Sabe aqueles momentos que se tornam dias de tristeza, medo, solidão e até algumas horas de desespero, pois é todos nós passamos por eles. Alguns de nós optam pelo descontrole emocional, outros até ameaçam tirar sua própria vida, mas alguns confiam em um Deus que é poderoso e misericordioso para nós tirar destes dias difíceis. 

Você pode ter se identificado com algum destes tipos de reações. E se você se identificou com as piores, lembre-se que há um Deus vivo e presente ao seu lado cuidando para que você passe pelo vale da sombra da morte, inteiro. E se você se identificou com aquele que espera no Senhor, persista e não desanime, pois Deus está te aperfeiçoando em cada caminho trilhado, e em cada passo, Ele sabe o melhor para você.

Portanto Ele é a nossa esperança no horizonte, que corrói os dias mais frios e cinzentos, qual nossa alma pode abraçar.

Ore: "Deus muito obrigado, já que sei que mesmo nas minhas dores e minhas dificuldades, Senhor nunca me abandonou e desamparou, já que sua misericórdia se renova todos os dias, e como ela, as minhas forças e capacidades para continuar e prevalecer todos os "dias maus". Pois Você é a esperança que ilumina os meus passos, oro em Nome de Jesus, amém"

Texto: Ana Flávia Thomazinho.

* Tradução: King James Atualizada.

Sentidos Espirituais - Parte I

Wesley considera o novo nascimento ou regeneração como um processo de reaprendizado dos sentidos. Uma vez que nossos sentidos: naturais, políticos e moral foram distorcidos na queda do homem, e agora devem ser reaprendidos. Para assim, podemos discernir e pensar segundo as coisas do alto. Esta perspectiva era comum entre os Pais da fé, oriental, como principalmente Macário e Éfrem, o Sírio. Como observamos o exemplo das homilias de Macário:

“E assim, se alguém está em Cristo, nova criatura É”. Pois o nosso Senhor Jesus Cristo veio por esta razão mesma, para que pudesse mudar, e renovar, recriar esta alma que tinha se pervertido por paixões vis, temperando-a com Seu próprio Espirito. Ele veio forjar uma nova mente, uma nova alma, e novos olhos, ouvidos, uma nova língua espiritual, sim, parar tomar aqueles que nele creêm novos homens, para que pudesse derramar dentro deles o novo vinho, que o Espirito”[1].

Como uma criança recém-nascida, assim considera Wesley, é um Cristão recém convertido. Isso sé dá não apenas pela falta de conhecimento, como também pela falta de capacidade de interpretar o mundo natural, segundo a perspectiva do alto. E rejeitamos a existência do mundo espiritual, pois como criancinha, que não sabe ainda falar, andar e pensar, não conseguimos discernir a realidade:

Citação p. 100 e 101.

“Logo, porém, que a criança nasce para o mundo, passa a existir de maneira totalmente diversa. Agora ele sente o ar de que se acha cercada [...] Seus olhos agora se abrem a percepção da luz que [...] habilita [...] a descobrir um verdade infinitas de coisas de que dantes se achava divorciada. Seus ouvidos se descerram os sons rolam sobres eles numa interminável variedade [...]

Assim acontece com o que é nascido de Deus [...] não possui consciência íntima de sai presença. Não percebe que aquele sopro divino de vida, sem o qual ninguém pode subsistir por um momento [...]“ [2]

Esta perspectiva sobre o novo nascimento, também era vista no novo testamento, como observamos nos textos Paulinos, de Hebreus e Pedro:

"O que vos dei para beber foi leite e não alimento sólido, pois não podíeis recebê-lo, nem ainda agora podeis. (I Cor 3.2). Apesar de que, a essa altura, já devêsseis ser mestres, ainda estais precisando de que alguém vos instrua mais uma vez quanto aos princípios elementares da Palavra de Deus. Voltastes a necessitar de leite, quando já devíeis estar recebendo alimento sólido! ( He 5.12) desejai o puro leite espiritual, como crianças recém-nascidas, a fim de crescerdes, por intermédio desse alimento para a Salvação."(I Pe 2.2)

Desta forma a regeneração situa o recalibramento dos sentidos naturais do homem, formado desde a criação.  Se com o novo nascimento, a imagem está sendo restaurada, suas qualidades essenciais devem ser encontradas não dentro da humanidade, mas naquilo que ele é chamado a refletir[3]. Pois os sentidos espirituais são abertos e começam a funcionar como era o desejo do Criador[4]. Isto não é possível sem a ação do Espírito. Por isso, que Wesley, gostava muito de citar o Texto paulino de Coríntios:

“10 Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus. 11 Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus. 12 Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que provém de Deus, a fim de compreendermos as coisas que nos foram dadas gratuitamente por Deus;  13 as quais também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito Santo, comparando coisas espirituais com espirituais. 14 Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente." (I Cor 2.10 - 14)

Texto: Lucas Guimarães Vicente.

[1] Idem. p. 98.

[2] Sermão 19. O grande Privilégio dos que são nascidos de Deus. 1:388-9 e 1:390.

[3] RUYNAN, Theodore. op. cit., p. 107.

[4] Idem. p.102.

A Vida Diária nos Tempos de Jesus

Jesus viveu a maior parte de sua vida em Nazaré, já que tinha voltado do Egito por volta de 6 a 9 anos. Já que não sabemos ao certo qual foi a data da Morte de Herodes o Grande, se foi no ano 1 d.C. ou no ano 4 d.C. Sendo assim Jesus viveu cerca de 24 a 21 anos na cidade de Nazaré na Galileia. A região da galileia segundo o Arqueólogo Horsely havia em torno de mais ou menos 200 aldeias de em média 300 habitantes, diferindo dos escritos de Josefo que demonstrava que havia 238 cidades. Nesta região haviam duas grandes cidade Tiberíades e Séforis, a primeira construída por Antipas e a segunda reconstruída com toda glória que uma cidade romana poderia ter. E mais três ou quatro pequenas cidades, como Cafarnaum.

Leia mais aqui

Estudo das Mulheres da Bíblia

Vamos comparar em um relacionamento marido e mulher. Quanto mais o casal se conhece, mais vai tendo intimidade, sabe como agradar ao parceiro. E na vida com Deus como funciona? Digamos que da mesma forma. Quanto mais nos esforçamos para conhecê-lo mais intimidade com Deus teremos e saberemos qual a sua vontade, o que lhe agrada e o que lhe entristece.

Porém precisamos nos esforçar para conhecer a Deus para avançarmos em nosso relacionamento com ele. Muitas vezes reclamos que não ouvimos a sua voz mas nem sequer paramos para conversar com Deus, ou ás vezes só falamos e falamos e não paramos para ouvir o que ele tem a dizer.

Leia mais aqui

 
 

sombra1

Copyright © 2011-2015 - Mensagem Diária logosg